Esportes

Após derrota por 7x0 para o Benfica, Belenenses tem 13 integrantes da delegação que testaram positivo para Covid-19

Os casos de coronavírus no time português são da nova variante ômicron, Direção Geral de Saúde portuguesa anunciou que os elencos irão passar por testagem rigorosa

3 min de leitura
29 Nov 2021 - 15h08 | Atualizado em 29 Nov 2021 - 15h08

A equipe do Belenenses, localizada na cidade de Oeiras, região metropolitana de Lisboa, atravessa por um momento delicado na temporada, após a derrota por 7x0 para o Benfica, 13 membros do clube testaram positivo para a nova variante do coronavíruas, a ômicron, variante descoberta recentemente na África do Sul.


Atletas do Belenses SAD em foto oficial antes da partida contra o Sport Lisboa e Benfica (Foto: Reprodução/Patricia de Melo Moreira/AFP)


O contágio dos profissionais provavelmente ocorreu após a volta do zagueiro Cafú Phete, que estava defendendo a seleção sul africana na última data FIFA, com isso a diretora-geral de Saúde de Portugal, a senhora Graça Freitas, afirmou em entrevista à rádio lusa TSF, que haverá um processo rigoroso de testagem nos jogadores de ambas as equipes afim de quebrar cadeias de transmissão e conter a nova variante do Covid-19 o mais rápido possível.

 

https://lorena.r7.com/post/Mundial-de-Clubes-tem-calendario-definido-pela-Fifa

https://lorena.r7.com/post/Apos-confusao-no-ultimo-jogo-Lakers-vencem-Pistons-novamente

https://lorena.r7.com/post/Com-grande-atuacao-de-Hulk-Galo-vence-o-Fluminense-e-esta-a-um-passo-do-titulo-Brasileiro


Apesar do protocolo da Liga Portuguesa ter sido mantido, no qual todos os envolvidos que foram identificados com casos de coronavírus e testaram positivo foram afastados. Com tudo, quatro destes atletas foram liberados para o confronto diante o Benfica, a justificativa da delegada de saúde de Lisboa e Vale do Trejo para a liberação desses atletas foi que, os mesmo já tinham se contaminado pelo novo coronavírus em menos de seis meses, de acordo com o jornal português A Bola, os jogadores são os zagueiros Calila e Eduardo Kau, e os goleiros João Monteiro e Álvaro Ramalho, além dos atletas, o técnico da equipe Filipe Cândido também testou positivo para a nova variante e está isolado.

A diretora de saúde do país, Graça Freitas não culpa o órgão público pela liberação dos atletas para o confronto diante o Benfica, de acordo com ela a Direção Geral de Saúde tem como função detectar e isolar novos casos de coronavírus, mas a decisão da participação ou não dos mesmo em partidas do campeonato português cabem exclusivamente aos clubes e a Liga Portuguesa.

 

Foto Destaque: Trova Boni. Reprodução/Getty Images

Deixe um comentário