Money

Anúncio feito pelo OnlyFans traz incertezas sobre o futuro da plataforma e cria uma grande disputa por seus usuários e criadores

Um anúncio feito pelo OnlyFans anunciando o fim da pornografia preocupa alguns de seus criadores e elimina uma parte de seu público, abrindo portas para novas plataformas e aumentando a disputa no mercado.

3 min de leitura
02 Set 2021 - 11h02 | Atulizado em 02 Set 2021 - 11h02

O site de conteúdos adultos conhecido mundialmente vem passando por um momento difícil após um anúncio que gerou dúvidas e incertezas sobre o futuro da plataforma. O OnlyFans anunciou o fim da pornografia a partir de outubro por conta de denúncias feitas sobre acessos por menores de idade, mas logo em seguida voltou atrás dizendo que assegurava “as garantias necessárias para apoiar a comunidade diversificada de criadores”. Essa incerteza abriu portas para outras plataformas de conteúdos adultos, como a IsMyGirl criada por Evan Seinfeld que recebeu 1.000 criadores de conteúdos no primeiro dia em que o OnlyFans fez o anúncio. 

O OnlyFans possui atualmente 150 milhões de usuários e 1,6 milhões de criadores, a disputa por esse público é muito grande, plataformas como ManyVids, IsMyGirl, LoyalFans, Fansly, FanCentro, AVN Stars, entre outras lutam para atrair o máximo possível destes usuários e criadores. A empresa informou que seus usuários gastaram US$ 2,3 bilhões na plataforma em 2020, destes o site fica com 20%. Foi estimado que pelo menos 85% dos pagamentos foram direcionados para conteúdos sexualmente explícitos.


                                   

                                                                             Adulto utilizando o computador. (Reprodução/Pexels)


O IsMyGirl diz que pagou ao seus criadores dezenas de milhões de dólares, e que as estrelas mais famosas da plataforma ganham mais de US$1 milhão por ano, o que não chega nem perto da quantia paga pelo OnlyFans desde o lançamento no ano de 2016.

A produtora de conteúdo adulto Mary Mood, está entre as usuárias que mais lucram no plataforma porém mesmo assim anuncia a migração para Peach, um programa associado ao site Chaturbate e explica o por que: “As pessoas já perderam milhares de dólares, então mesmo que o OnlyFans reverta completamente sua proibição, a situação já causou danos”, explica. “Mais do que qualquer outra coisa, isso prejudicou irreparavelmente a confiança dos usuários nos criadores individuais como empresa. Perdi 300 assinantes poucas horas após o anúncio original, eles não vão voltar”. Mary se mostra decepcionada com o OnlyFans e diz que vai se dedicar a nova plataforma Peach. 

A plataforma Many Vids também apresentou um bom crescimento após o anúncio do OnlyFans. Bella French a cofundadora da plataforma diz que a Many Vids está oferecendo 100% das receitas até outubro e depois um pagamento de 85% “para sempre”. O objetivo deles é ter o máximo de participação no mercado possível.

Já a FanCentro acredita estar em vatagem nessa disputa pois ela possui seu próprio processador de pagamentos, chamado CentroBill, também oferece aulas gratuitas para influenciadores verificados por meio da Universidade Centro, ensinando-os como ganhar mais dinheiro. E além disso está oferecendo aos criadores 100% das receitas que ganharem até outubro e 80% depois disso como uma proposta de capitalização.

O Rapper Tyga que é responsável por uma das maiores contas do OnlyFans também resolveu deixar a plataforma e buscar outros meios, o artista excluiu sua conta e está criando a sua própria plataforma chamada Mayystar, que tem o lançamento previsto para outubro.

https://lorena.r7.com/post/Leo-Picon-e-alvo-de-criticas-e-ofensas-apos-video-polemico

https://lorena.r7.com/post/The-Masked-Singer-Brasil-Saiba-o-que-rolou-no-programa-desta-terca-feira

https://lorena.r7.com/post/Atriz-cantora-e-dancarina-Zendaya-completa-25-anos-com-uma-decada-de-carreira-bem-sucedida

Claro que nem todos abandonaram o OnlyFans, alguns criadores de conteúdo ainda se encontram receosos de largar sua maior fonte de renda, dentre eles a atriz pornô Sophie Dee que chega a faturar mais de U$1 milhão por ano com a plataforma e a, também atriz, Maya Morena, que demonstra preocupação em abandonar o OnlyFans por ser sua única fonte de renda.

Para Evan Seinfeld, há espaço suficiente na indústria pornográfica para todas as plataformas. “As pessoas estão consumindo mais pornografia do que nunca e criando mais pornografia do que nunca” diz Seinfeld.

(Foto Destaque: Aplicativo OnlyFans. Divulgação/Instagram)

Deixe um comentário