Anderson, do Molejo, irá tomar medidas judiciais contra MC Maylon após acusação de estupro

Publicado 08 de Feb de 2021 às 16:40

Anderson Leonardo, vocalista do grupo Molejo, pretende tomar medidas judiciais contra MC Maylon pela acusação de estupro. O cantor esteve na Delegacia de Polícia em Realengo na última sexta-feira (05), prestou depoimento e negou que havia estuprado o jovem, dizendo que mantinha relações sexuais consensuais com o mesmo.

O advogado do cantor, Ivo Peralta, conversou com a Revista Quem nesta segunda-feira (08). "Inicialmente, estamos buscando esclarecer junto às autoridades policiais todas as provas e depoimentos necessários para mostrar que não houve crime de estupro. Em seguida, também pretendemos adotar medidas cabíveis para que a suposta vítima venha indenizar o Anderson pelos danos causados. O rapaz precisará responder tanto civil quanto criminalmente por calúnia e difamação. Vamos adotar medidas judiciais na esfera cível pela informação inverídica", explicou o advogado.

Leia mais: Anderson, do Molejo, rebate acusações de estupro: “Foi com consenso”

O advogado ainda contou que não só o artista como o grupo todo está tendo diversos prejuízos, como shows cancelados, por conta das acusações de Maylon. "São mais de 30 famílias que dependem dos shows e estão sendo prejudicadas por causa de uma mentira. Nós estamos produzindo um dossiê que vai ser peticionado com datas, fotos e muitas provas que mostram a inverdade do rapaz", disse Ivo.


Anderson e MC Maylon. (Foto: Reprodução/Instagram)

A advogada de MC Maylon, Fêh Oliveira, também falou com a Revista Quem, comentando os planos de defesa de Anderson Leonardo. "Isso é mais uma tentativa de intimidação da vítima. A denúncia foi aceita pela polícia civil e está sendo seriamente investigada. O delegado responsável pelas investigações elogiou os depoimentos do Maicon e estamos aguardando as provas periciais para dar continuidade à denúncia. Essa postura da defesa demonstra má-fé porque sequer aguarda a conclusão do inquérito policial para ameaçar uma vítima de não exercer o seu direito de representação", ela questiona.

Leia mais: Anderson, vocalista do Molejo, é acusado de estupro por jovem

Comentando sobre as atitudes e falas de Anderson no live do artista com o jornalista Betoh Cascardo, ela diz: "Essa postura debochada e homofóbica dele nas lives é uma estratégia para desvirtuar os fatos que realmente importam, quais sejam a relação sexual sem consentimento. Ele está usando a assessoria e os advogados para tentar limpar a imagem dele, mas vale lembrar que no primeiro comunicado dele à imprensa, ele negou tudo. Estamos discutindo um estupro de um jovem homossexual virgem".

Aos 'canceladores de internet', a advogada de Maylon afirmou nesse sábado (06) que o dançarino precisa de apoio e pediu que aguardem as conclusões da perícia antes de julgar. "Estou nesse caso para garantir que todos os direitos da vítima sejam respeitados. Mais empatia, menos ódio", ela escreveu. Para concluir, ela disse: "A história está bem contada: sexo sem consentimento é estupro sim".

(Foto Destaque: Anderson Leonardo. Reprodução/Instagram)

Deixe um comentário