Anderson, do Molejo, rebate acusações de estupro: “Foi com consenso”

Publicado 06 de Feb de 2021 às 16:00

Após acusações de estupro, feitas pelo dançarino MC Maylon, o cantor Anderson Leonardo, do grupo de pagode Molejo, falou pela primeira vez abertamente sobre o caso. Em uma live com o jornalista Betoh Cascardo, ele afirma ter tido relações sexuais com o jovem, mas diz que tudo aconteceu com consenso de ambas partes.

"Comi? Comi. Estuprei? Não. Comi, com consenso. O veado (sic) estava colocando cada roupa colorida, aquele 'bagão' (sic) na frente, grande, e com o maior bundão. Eu falei: 'Compadre, vou botar no c* dele logo para acabar com essa p*rra. Botei no c* dele. Pensei que estava até apaixonado pelo c* dele. Mas depois que comi o c* dele, com consentimento, normal", revela.

 Leia Mais: Anderson, vocalista do Molejo, é acusado de estupro por jovem


Anderson Leonardo era produtor do cantor e dançarino MC Maylon. (Reprodução/Instagram)


De acordo com Anderson, os dois se conheceram em uma reunião num estúdio, para falar sobre o trabalho de Maylon. “Eu falei: 'Irmão, independente de qualquer coisa. Você tem alguma música para eu ouvir?'. Ele mostrou uma música até bem produzida. Falei: 'Você canta bem. Mas eu queria ver você cantar ao vivo", conta.

Segundo ele, logo após isso, os dois começaram a se aproximar. MC Maylon frequentava todos os shows do grupo, chegando até a se apresentar com eles. E devido essa proximidade, Anderson afirma ter sentido um encantamento especial pelo dançarino.

“Aconteceu uma vez e eu pensei ‘vou tirar essa dúvida agora, se for bom eu caso com ele e falem de mim o que quiser’. Quer falar que sou gay? [Pode falar], Sou gay, bi, tri, hepta... Não estou nem aí. Como diz a música: 'eu quero amor, não quero cilada", diz Anderson.


Entrevista completa de Anderson. (Reprodução/Youtube)


O vocalista do Molejo, diz que MC Maylon está o acusando apenas para se promover. Em nota, a advogada de Maylon repudiou o depoimento do cantor. Leia abaixo:

“Venho, por meio desta nota, comunicar que assumi a defesa da vítima homossexual Maicon Douglas Nascimento, conhecido como MC Maylon, na denúncia de estupro e assédio sexual contra o cantor supostamente heterossexual Anderson Leonardo, vocalista do Grupo Molejo.

Diante da incontestável prova pericial apresentada à Polícia Civil pela vítima, o cantor entrou em contradição negando o que o mesmo havia comunicado em nota à imprensa publicada no dia 04/02/2021 e admitiu que houve a conjunção carnal (introdução do pênis e ejaculação no ânus da vítima).

Meu cliente vinha sofrendo diversos ataques nas redes sociais por pessoas que duvidavam de sua versão e o acusavam de oportunismo e que agora começam a acreditar na veracidade de seu relato. O cantor aposta na prática comum de desmerecer a vítima como tese de defesa em crimes sexuais, como vocês acompanharam recentemente nos casos da modelo Mariana Ferrer e das atrizes Dani Calabresa e Duda Reis. A proximidade que os dois mantiveram após o crime se deu em razão de motivos profissionais, nas promessas de gerenciamento artístico da carreira do jovem MC.

No ensejo, repudio qualquer tentativa de imputação de chantagem à vítima ou à sua genitora, a empresária e mãe de santo, Jupira Pinto Nascimento. Mais uma cilada na estratégia torpe dedefesa para tentar desmoralizar a vítima".

 

(Foto Destaque: Anderson, do Molejo, rebate acusações de estupro: “Com consenso”. Reprodução/Instagram).

Deixe um comentário