Money

Amazon pretende abrir lojas físicas nos Estados Unidos, segundo jornal

De acordo com as informações divulgadas na última quinta (19), a líder do varejo digital Amazon está planejando a abertura de grandes lojas físicas nos Estados Unidos. Segundo o Wall Street Journal, a empresa deseja expandir seus negócios na área

3 min de leitura
20 Ago 2021 - 16h06 | Atulizado em 20 Ago 2021 - 16h06

De acordo com as informações divulgadas na última quinta (19), a líder do varejo digital Amazon está planejando a abertura de grandes lojas físicas nos Estados Unidos. Segundo o Wall Street Journal, a empresa deseja expandir seus negócios na área de varejo de roupas, eletrônicos e itens domésticos.

 

De acordo com as fontes do jornal, as futuras lojas físicas da Amazon  terão cerca de 30.000 pés quadrados, o que equivale a cerca de 3 mil metros quadrados. Esse valor é menor do que a maioria das grandes lojas de varejo, que normalmente ocupam cerca de 10 mil metros quadrados. As lojas devem estrear nos estados de Ohio e Califórnia.


 

Gigante no mercado de varejo digital, Amazon quer expandir seus negócios (Foto: Reprodução/Simon Bak)


A fonte não esclareceu quais marcas a Amazon levará para as lojas físicas, mas as marcas originais da varejista devem ter destaque nas futuras instalações. O novo modelo de negócio deve beneficiar a seção de moda da loja, já que a compra presencial de peças de roupa é mais benéfica para o consumidor. 

 

Em entrevista à BBC, o diretor-gerente da analista Global Data afirmou que a mudança pode ser interessante para a empresa. ‘‘A Amazon sabe que o futuro do varejo é multicanal. A maioria dos consumidores ainda faz compras usando uma combinação de lojas e online’’.


Café pode ficar até 40% mais caro em setembro, segundo análise

Novo golpe por Pix chama a atenção de especialistas: veja como se proteger

Caixa divulga próximas datas do auxílio emergencial


 

Não é a primeira vez que a gigante do varejo digital se aventura em lojas físicas. Em 2015, a empresa inaugurou sua primeira loja física em formato de livraria na cidade de Seattle (WA). Conforme comunicado, a Amazon introduziu a livraria como forma de integração com a loja digital, concedendo benefícios a assinantes Prime e criando uma classificação de livros para o consumidor.

 

Presente desde 1994, a Amazon se tornou a maior empresa de varejo digital fora da China e está se expandindo mais a cada dia. Só no último ano, a varejista vendeu mais de 610 bilhões de dólares, superando até mesmo as vendas do Walmart, que totalizaram 566 bilhões de dólares. 

 

 

(Foto destaque: Reprodução/Unsplash)

Deixe um comentário