Money

Novo golpe por Pix chama a atenção de especialistas: veja como se proteger

Novo golpe por Pix chama a atenção de especialistas: veja como se proteger. Golpistas estão enviando mensagens falsas por SMS prometendo descontos em faturas de cartão de crédito

3 min de leitura
19 Ago 2021 - 11h26 | Atulizado em 19 Ago 2021 - 11h26

Um novo golpe está sendo utilizado por criminosos no país: com o avanço do pagamento pelo Pix, golpistas estão enviando mensagens falsas por SMS prometendo descontos em faturas de cartão de crédito. A mensagem informa que se a transação for realizada via Pix, um desconto seria aparentemente aplicado no valor final. 

 

Os golpistas utilizam de vários métodos para conseguirem dinheiro das vítimas. Em uma mensagem, o receptor é direcionado ao website falso soumaispe.com, que gera uma conta falsa para depósito via Pix. Em outra abordagem, os golpistas enviam o valor da conta pelo SMS.


Golpe tenta atrair vítimas por SMS (Foto: Divulgação/Kapersky)


 

Segundo a empresa de segurança digital Kaspersky, o golpe utiliza uma tecnologia recorrente de empresas de comunicação. ‘’Os chamados ‘short-codes’ são canais que deveriam ser usados exclusivamente pelas operadoras e grandes empresas para realizar a comunicação com clientes, pois eles têm uma maior credibilidade e são usados geralmente para o envio de tokens ou códigos de confirmação. Mas é incontestável que eles estão sendo abusados para aplicar golpes online’’.

 

A Kaspersky afirma ter bloqueado mais de 22 milhões de tentativas de golpes digitais no Brasil, e 81% das mensagens falsas se passam por bancos e empresas de cartão de crédito.


Guerra do Afeganistão custou trilhões aos EUA

Jeferson Branco e EvViva participam da 26ª edição da CASACOR

Magalu lança maquininhas, conta e crédito para seus parceiros


 

Com a rapidez e facilidade do Pix, as vítimas ficam cada vez mais sujeitas a perderem o valor depositado. No entanto, o Banco Central desenvolveu uma ferramenta de devolução para o Pix, chamado de Mecanismo Especial de Devolução. A ferramenta estará disponível a partir de 16 de novembro, aniversário de um ano de lançamento do sistema.

 

A novidade será um método unilateral. De acordo com o Banco Central, "a devolução poderá ser iniciada pelo prestador de serviço de pagamento (PSP) do usuário recebedor, por iniciativa própria ou por solicitação do PSP do usuário pagador’’. Para se proteger de golpes ao depositar um valor, sempre cheque os dados disponíveis na transação, como o CPF, o CNPJ e o nome do transferido. Também sempre verifique se os endereços contém erros de português ou links curtos demais.

 

(Foto destaque: Reprodução/Agência Brasil)

Deixe um comentário