Esportes

Adversário europeu para amistosos da seleção brasileira no Mundial 2022 traz dúvidas

Brasil planeja cinco amistosos pré-Copa e sorteio dos grupos do Mundial do Qatar é decisivo para planos da CBF. Tite e Juninho Paulista cogitam adversários.

3 min de leitura
30 Out 2021 - 17h06 | Atulizado em 30 Out 2021 - 17h06

Há praticamente seis meses do sorteio dos grupos da Copa do Mundo 2022, em Doha, capital do Qatar, os amantes do futebol brasileiro, devido à seleção ter praticamente a vaga garantida para a disputa, já estão com as atenções voltadas para possíveis rivais de um calendário de amistosos. O técnico Tite despertou ainda mais a ansiedade dos torcedores, principalmente, durante a coletiva de imprensa após a convocação na última sexta-feira. A comissão técnica da CBF que se encontra com a classificação para o Mundial perto de ser confirmada e com o anúncio da sede para o último jogo pelas Eliminatórias em casa, tornou as especulações para  equipes nos confrontos dos amistosos um dos temas que ganha destaque no meio futebolístico e tem movimentado as redes sociais da nação brasileira.

 A ideia é fazer pelo menos cinco partidas preparatórias para o Mundial do Qatar: três em junho e duas em setembro. Só que o objetivo de buscar um adversário da Europa segue complicado. Caso o Brasil seja sorteado para um grupo da Copa cuja estreia seja a mais tarde possível, — geralmente G ou H -, esse número pode saltar para seis amistosos, o que traria mais preparo para a seleção.

https://lorena.r7.com/post/CSA-bate-o-Vasco-por-3-a-1-em-Sao-Januario

https://lorena.r7.com/post/STJD-absolve-Fred-do-Fluminense-por-lance-com-Ronald-do-Fortaleza

https://lorena.r7.com/post/Juventude-confirma-negociacao-de-Paulinho-Boia-com-o-Metalist-da-Ucrania-e-jogador-nao-atua-mais-pelo-clube

Tite não nega que por questão de orgulho próprio gostaria de enfrentar primeiro a Bélgica, que eliminou a seleção da Copa 2018, e depois a Itália, atual campeã da Eurocopa, pois retirou o Brasil da Copa num jogo que queria a oportunidade de no mínimo prorrogação. O sorteio da competição foi marcado pela Fifa para 1º de abril. Para o coordenador da seleção, Juninho Paulista, que cuida do assunto, a busca por preparos contra times europeus depende na verdade do calendário deles e não da CFB. Juninho pontua que haverá eliminatórias em março e em junho e setembro será a vez dos jogos da Nations League, o que pode dificultar o agendamento dos confrontos contra times do Velho Continente. 


Foto: Juninho Paulista, coordenador da seleção brasileira. (Foto: Reprodução/ Lucas Figueiredo/CBF)


Apesar da CBF ter uma seleção em vista, a negociação ainda é mantida em sigilo. O que seria uma maneira de evitar que qualquer comentário possa atrapalhar escolhas ou influenciar decisões. O último amistoso do Brasil contra seleção da Europa foi em março de 2019, quando venceu a República Tcheca por 3 a 1. Desde então, a seleção fez amistosos contra Qatar, Honduras, Colômbia, Peru, Senegal, Nigéria, Argentina e Coreia do Sul.

Foto Destaque: Seleção brasileira. Reprodução/Getty Images

Deixe um comentário