Celebridades

A influencer e psicóloga Pequena Lô conquista muitos fãs e ganha destaque na capa da revista Quem

A influencer e psicóloga, Pequena Lô, faz sucesso nas redes sociais e conquista muitos seguidores e muitos fãs, inclusive a atriz e humorista Tatá Werneck. Lorrane Silva também conquistou a revista Quem e foi a capa dessa semana.

3 min de leitura
20 Mar 2021 - 10h39 | Atulizado em 20 Mar 2021 - 10h39

Nesta sexta-feira (19) a revista Quem destacou na capa a influencer e psicóloga Pequena Lô, como ficou conhecida. Ela começou com vídeos no Youtube em 2015 mas, ficou muito conhecida no ano passado com vídeos na rede social Tik Tok. Ela começou fazendo dublagem e logo em seguida conseguiu conquistar um público grande. 

 

A mineira Lorrane Silva, com seus 24 anos, chamou atenção de muita gente, acumulando 4,1 milhões de seguidores no Tik Tok e 3,6 milhões no Instagram. Esses números mostram o quanto ela faz sucesso com seus vídeos de humor e desperta alegria. A revista Quem contou a história da psicóloga, as dificuldades, conquistas, inspirações, sonhos e metas. Lorrane alcançou boa parte do seu público durante o início da pandemia em 2020, assim como muitos anônimos, artistas e influencers, a rede social Tik Tok foi uma grande distração durante a quarentena da pandemia Covid-19.

 

Conheça a Pequena Lo, a mais nova sensação da internet

Tatá Werneck fala sobre internação de Paulo Gustavo e pede orações: ''Rezemos hoje por ele''

Camila Queiroz muda visual e fala sobre preparação para 'Verdades Secretas 2': 'Não é algo simples'

 

Lô conta que seus personagens são baseados na sua vida real, em momentos que viveu na escola, com a família e também com amigas da faculdade de psicologia em Uberaba - MG. Ela conta que suas personagens são inspiradas nela mesma e também criou algumas. Seus vídeos são baseados na vida real, então contém cenas comuns, como conversar com amigas, pensamentos de quando era criança, relação com a família e saídas a festas. "A Lorrane e a Pequena Lô não são pessoas diferentes, uma complementa a outra. Eu coloquei esse nome para ser um nome "artista" mesmo, mas não foi para criar uma personagem. A Robertinha e a Bruninha são personagens. Mas a Pequena Lô sou eu mesma", conta a influencer. 

 

A Pequena Lô conta que tem um pouco das suas personagens e que na época de universitária era muito saideira igual a Bruninha - uma das personagens - "Eu ficava no meio do povo, louca (gargalha). Nível Bruninha! Ela é meu outro lado (...) Acho que tudo é fase e a minha fase de passar dos limites acabou. Agora só um pouquinho! Estou muito feliz com tudo. Me arrependo de não ter aproveitado mais ainda. Em Uberaba, antes de acontecer tudo isso [a Covid-19 e o sucesso público], as pessoas já me conheciam em festas, eu dava carona na minha motinha! Era muito legal, já contava com esse carinho todo”, diz Lorrane.

 

Além de Bruninha baladeira, a Lô também tem a personagem Robertinha que é a conselheira. Lorrane conta que morava com duas amigas quando fazia faculdade e que essas duas personagens são inspiradas em seu trio. Ela complementa dizendo que saía de quinta a domingo com essas amigas e só chegavam meio dia. Ela diz que aproveitou muito e viveu intensamente essa época e que hoje em dia não pode fazer metade das coisas que fez por causa da fama que adquiriu no último ano.

 

Lô conta que o humor sempre fez parte da sua vida, que desde criança decorava livros de piadas e sempre alegrava a família, que já tinha talento para entretenimento. "Eu era a palhaça! Sempre chegava o momento na festa que todos ficavam ao meu redor e eu contava muitas piadas. Eu decorava livros de piadas! Sempre gostei de encenar, de interpretar mais de um personagem na história. Na escola também. Eu equilibrava, né? E conversava muito. Meus professores me conheciam por isso também, de fazer graça. A escola inteira conhecia a Lorrane. Sempre fui comunicativa, gostava de fazer todos ao meu redor sorrirem”, conta Pequena Lô.


Influencer e psicóloga Pequena Lô - (Reprodução/Site Quem/Danilo Borges)


Lorrane fala com carinho sobre a família de todo apoio que sempre recebeu e da importância de ser acolhida. Ela conta que seus pais sempre fizeram questão de proporcionar uma vida igual todas as crianças tinham e que mesmo com sua deficiência - ela tem uma síndrome rara que até hoje não diagnosticaram - e não sendo o padrão da sociedade seus amigos da escola e seus primos frequentavam muito a sua casa e que até hoje mantém essas amizades.

 

Desde 2015 Lô produz conteúdo para redes sociais e disse que contou muito com o apoio de seu primo. "Meu primo, que era publicitário, me deu a ideia. Ele falou: 'Você tem que levar esse seu jeito para a internet. Você faz humor falando de assuntos importantes'. Eu pensei muito antes, porque infelizmente as pessoas não sabem usar muito bem a internet. Eu sabia que teria comentários negativos, mas quando eu vi que a maioria mais gostava do que criticava, tive forças para continuar. Nunca pensei: 'Nossa, eu vou parar por conta dos haters'. Quanto mais eles falam, mais eu continuo. Eles que lutem!", conta Pequena Lô. 

 

Ela conta que demorou para entender o conteúdo que queria abordar. Ela começou falando sobre suas vivências, preconceitos e bullying, mas com o tempo percebeu que não era isso que queria, mesmo tratando do assunto com humor. Depois foi para o Instagram produzir vídeos de dança, mas disse que apesar de gostar não era o perfil dela, mas em 2017 ela rompeu com os vídeos pois precisou se dedicar na faculdade. Retornou em 2018 com vídeos de memes e assuntos do momento e foi quando finalmente se encontrou, pois o público começou a interagir muito. "Em plena pandemia, eu não imaginava... Eu ia continuar [com os vídeos], mas queria começar a atender como psicóloga. Só que em agosto comecei a viralizar muito. Agora estou aqui, sem a ficha cair com o que está acontecendo. O número [de seguidores] é muito legal, mas o carinho que você recebe das pessoas, por trás do número, é o mais gratificante", relata Lorrane. 


O melhor de PEQUENA LO no TikTok! | TikTok Brasil

Vídeos da Pequena Lô - Fonte: Reprodução/Youtube/Tiktok Brasil


A psicóloga faz sucesso até entre os famosos, como a humorista e atriz Tatá Werneck que fez questão de mandar mensagem dizendo que é fã de seu trabalho. Lô conta que recebe comentários preconceituosos e mensagens de ódio e que isso no início a assustava muito, porém, com o tempo aprendeu a canalizar e o seu curso em psicologia foi um grande pivô para lidar com isso.  Lô fala sobre a importância da representatividade para PCD (pessoas com deficiência) e diz que recebe muitas mensagens de carinho e diz que seus conteúdos mostram que PCD também vivem na mesma sociedade.

 

Com tanto trabalho a Pequena Lô e sua mãe Rosemary tiveram que mudar para São Paulo para ficar mais perto de oportunidades profissionais e que mesmo com saudade de sua família ela diz que foi melhor para elas. Lô pretende se tornar atriz e diz que pretende começar aulas de teatro. Lô fala em dar grandes vôos, ela já pensa em um programa na televisão e já fez todo o roteiro para levar seu programa ao ar, mas irá continuar com seus conteúdos na internet. 

 

 

Foto Destaque: Influencer e psicóloga Lorrane Silva, conhecida como Pequena Lô - (Reprodução/Instagram)

Deixe um comentário