A importância do sono para o bem estar físico e psicológico

Maycon Jonas - Publicado 17 de Nov de 2020 às 17:11
0 Comentarios

Uma boa noite de sono é importante e essencial para a saúde. Na modernidade as pessoas estão trabalhando mais e dormindo menos. Ao não dormir bem ou pouco, muitas pessoas acabam tendo insônia o que é prejudicial a saúde. Especialistas apontam que o sono de qualidade melhora o equilíbrio físico, mental e emocional do ser humano, fortalece o sistema imunológico, ajuda a prevenir doenças e tem grande importância para o bom funcionamento do cérebro.

“Quando dormimos, existe a limpeza de toxinas que são acumuladas durante o dia. Não é só descanso. O cérebro passa por um tipo de preparo para que a gente possa agir bem depois de acordado. Durante os estágios do sono, há uma organização da memória em que são descartadas as memórias menos úteis, digamos assim, para que haja uma reserva cerebral para conservação de outras” apontou a pneumologista Luciana Palombini, em entrevista para o Blog da saúde do Ministério da Saúde. 

Alguns grupos de trabalhadores merecem uma atenção especial para a medicina. São esses: motoristas de ônibus profissionais, maquinistas de trem, pilotos de avião e trabalhadores noturnos. Hoje, entre os critérios para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação de tipos C, D e E, está uma avaliação dos distúrbios de sono. A nova legislação do trânsito também limita o tempo para dirigir a 11 ou 12 horas, e estabelece, no mínimo, 11 horas de descanso entre um período de trabalho e outro.


Estar relaxado ajuda a ter uma melhor noite de sono (Foto: Reprodução/Shootterstock)


Leia mais: OPAS: Entenda o que é e o seu papel no combate ao coronavírus

O que acontece no organismo quando dormimos?

A pneumologista Luciana Palombini descreve o passo a passo do sono no nosso organismo para o Blog da saúde do Ministério da Saúde.

Segundo Luciana, o primeiro estágio (cientificamente chamado de N1) corresponde à transição da vigília para o sono mais profundo, mas o organismo ainda se encontra em sono leve. Somente no estágio seguinte (N2), o cérebro se desconecta totalmente dos estímulos do mundo real.

Depois disso, o indivíduo entra no estágio 3, ou N3, que é o momento do sono profundo ou sono de ondas lentas. “Durante esse estágio, que corresponde ao sono reparador, existe um descanso da atividade cerebral, ocorre a diminuição da frequência cardíaca e da pressão arterial e há um aumento da produção do hormônio do crescimento”, diz a médica.

O último estágio, conhecido como sono REM (do inglês, movimento rápido dos olhos), é a fase em que ocorrem os sonhos mais complexos e de maior significado emocional. Nesse estágio, a atividade cerebral é intensa levando a um estado que, de tão ativo, se assemelha à vigília. “A gente diz que é um outro estado de consciência, essa alternância que ocorre durante o sono de períodos de menos atividade cerebral com picos de muita atividade prepara o cérebro para o indivíduo estar física e emocionalmente bem durante o dia”, completa Luciana. 

Para as pessoas que sofrem de insônia a polissonografia (exame que monitora os pacientes dormindo por uma noite é o método diagnóstico mais objetivo para a avaliação do sono e das variáveis fisiológicas) é o recomendável para tratamento. Afinal, nada melhor que uma boa noite de sono.

(Foto Destaque: A importância do sono para o bem estar físico e psicológico. Reprodução/Freepik)

Deixe um comentário