Bem Estar

A importância da prática de exercícios físicos para uma boa memória e criação de novos neurônios

Estudos mostram que a prática de atividades físicas é muito benéfica para o cérebro, auxiliando na criação de novos neurônios e prevenindo doenças como o Alzheimer.

3 min de leitura
02 Set 2021 - 17h01 | Atulizado em 02 Set 2021 - 17h01

Muito se fala sobre a importância da prática de atividades físicas para a saúde de um modo geral, principalmente para a população de maior idade. Muitos estudos focam suas pesquisas para entender a relação entre a prática de exercícios físicos e a criação de novos neurônios.

 A bióloga Marian Dumond, descobriu em 1964, que o cérebro adulto possui uma grande plasticidade, em outras palavras, ele é capaz de se adaptar, mudar e ser modelado. Considerado um dos pioneiros na área, o estudo se baseou na observação de doze ratos que cresciam em um ambiente enriquecido, repleto de elementos para brincar, correr, alimentação diversa e outros doze que permaneciam em uma gaiola pequena, sem estímulos e isolados. Depois de oitenta dias, foi possível perceber que aqueles que ficaram no ambiente enriquecido tiveram modificações no córtex cerebral que é formado por uma substância cinzenta, onde acontece o processamento neural mais complexo e sofisticado.

Segunda dose da CoronaVac e vacinação de adolescentes são suspensas na Cidade do Rio

Ministério da Saúde prevê aumento de internações devido à covid em setembro

Expectativa do brasileiro sobre o que fazer após se vacinar foi mudando ao longo da pandemia, revela estudo inédito da Orbit Data Science

 A partir dos dados evidenciados por esta pesquisa, muitos outros estudos trouxeram novas evidencias científicas comprovando a influência de fatores como ambiente social, exercício físico, alimentação na neuroplasticidade, que é definida como a capacidade do sistema nervoso modificar sua estrutura.

 A prática regular do exercício físico contribui, também, para a formação de novos neurônios, chamada de neurogênese, além de ter um papel importante na reparação de possíveis danos neurais. Os estudos que buscam entender como esses processos ocorrem têm ajudado a entender cada vez mais problemas como a perda de memória relacionada à idade e pode até auxiliar na prevenção de doenças neurodegenerativas como o Alzheimer.

 Existe um estudo recente, feito por um grupo de pesquisa da Universidade de Harvard, liderado por Rudolph Tanzi, que descobriu que é possível produzir entre 700 e 1500 neurônios por dia no giro parahipocampal, região que envolve o Hipocampo, localizado no cérebro. Esses neurônios possuem alto valor, já que mentem muitas conexões neurais existentes ativas. Dessa forma, o estudo procura descobrir as melhores maneiras de desenvolver novas células. Os resultados até agora apontam para a prática de exercícios físicos, aumentando ainda mais sua importância.

 



A importância da prática de exercícios físicos para uma boa memória e criação de novos neurônios (Foto: Reprodução/pexels)


Quais são as melhores atividades físicas?

 Mesmo ainda não estando muito claro, a prática de exercícios aeróbicos pode obter muitos benefícios cerebrais. Uma das atividades mais completas é a natação, uma vez que promove melhorias nos processos de atenção, flexibilidade cognitiva, memória tanto em jovens quanto em idosos.

 De toda forma, qualquer atividade física é válida, principalmente aqueles que aumentam a frequência cardíaca, como esteira, caminhada ou bicicleta. O importante é se manter ativo, já que o cérebro em movimento tende a aprender mais rápido.



Foto destaque: A importância da prática de exercícios físicos para uma boa memória e criação de novos neurônios. (Reprodução/ Pexels)

Deixe um comentário