Notícias

EUA investiga falhas no piloto automático da Tesla

Agência de segurança abre investigação para rever o sistema do piloto automático dos automóveis Tesla, após acidentes com os veículos causarem mortes e ferimentos

3 min de leitura
24 Ago 2021 - 15h40 | Atulizado em 24 Ago 2021 - 15h40

A Administração Nacional de Segurança no Trânsito (NHTSA, na sigla em inglês) abriu uma investigação na última segunda (16), para rever a segurança do recurso de piloto automático dos automóveis Tesla após acidentes com os veículos.

A agência afirmou que ao menos 11 acidentes se sucederam por culpa da tecnologia de Elon Musk, cujo piloto automático não compreendeu os sinalizadores, placas e cones na pista, provocando perigo para outros veículos. Apesar da Tesla aconselhar os motoristas que utilizam este sistema a prestarem atenção na estrada, as propagandas influenciam os condutores a se sentirem seguros como se fossem apenas passageiros.

Leia mais: Talibã toma o controle do Afeganistão e anuncia volta de princípios estabelecidos em 1996

Leia mais: Turismo espacial é ameaçado por 9 mil toneladas de lixo em órbita

Leia mais: “Tem que todo mundo comprar fuzil”, recomenda presidente Jair Bolsonaro

Em 17 de abril deste ano, dois homens morreram em Houston, Texas, após baterem em uma árvore com um veículo Tesla. Os policiais afirmaram que um dos homens estava no banco do passageiro da frente e o outro no de trás, porém Elon Musk alegou através do Twitter que o sistema não estava ativado no momento da batida.


Veículo Tesla após acidente em alta velocidade em Houston, Texas | Créditos: Scott Engle

Veículo Tesla após acidente em alta velocidade em Houston, Texas. (Foto: Reprodução/Scott Engle)


Em um pedido de intervenção à FTC (Federal Trade Commission, agência que verifica a proteção do consumidor), os senadores Ed Markey, de Massachusetts, e Richard Blumenthal, de Connecticut, comunicaram na última quarta (18) que “O marketing da Tesla exagerou repetidamente as capacidades de seus veículos, e essas declarações representam cada vez mais uma ameaça aos motoristas e passageiros. Por isso, pedimos que você abra uma investigação sobre práticas potencialmente enganosas e injustas na publicidade da montadora, em relação a seus sistemas de automação de direção, e tome as medidas de fiscalização adequadas para garantir a segurança de todos.


Protótipo do robô

Protótipo do robô "Tesla Bot", aposta de Elon Musk para 2022. (Foto: Reprodução/Tesla)


Mantendo o seu foco na divulgação das novas tecnologias, Musk apresentou na última quinta (19) a sua nova proposta de inteligência artificial que visa substituir o ser humano nas tarefas “perigosas, repetitivas e entediantes”. O robô humanoide que tem cerca de 1,74m de altura e 55kg, está previsto pra ser lançado no próximo ano.

 

Foto destaque: Piloto automático Tesla. Reprodução/Tesla.

Deixe um comentário