Notícias

Saiba os planos da defesa de Bolsonaro para tratar da acusação de fraude em cartão de vacinação

Bolsonaro, negacionista declarado do Covid-19 e da necessidade e eficácia da imunização, teve seus dados e da filha em cadastro nacional do Ministério da Saúde expostos, confirmando que ambos haviam sido vacinados contra o coronavírus.

17 Jul 2023 - 10h56 | Atualizado em 17 Jul 2023 - 10h56
Saiba os planos da defesa de Bolsonaro para tratar da acusação de fraude em cartão de vacinação Lorena Bueri

O ex-presidente Jair Messias Bolsonaro, que ficou conhecido durante o período da pandemia do coronavírus pelo seu negacionismo, tanto a doença quanto a vacina, apresentou sua carteira de vacinação e de sua filha, Laura, com o registro do esquema de imunização completo - informação inserida no ConectSUS em 21/12/2022 e apagada 5 dias depois -  para que pudessem viajar ao exterior, após sua derrota nas urnas das últimas eleições. Registro este que teria sido falsificado para que ambos pudessem usufruir dos benefícios que o mesmo concedia.

Ao ser confrontado em oitiva na Polícia Federal sobre um suposto esquema de fraude nos cartões de imunização, Bolsonaro colocou a “culpa” em um de seus “braços direitos”, o ex-ajudante de ordens, tenente-coronel Mauro Cid, que segundo o ex-presidente, seria o responsável por controlar sua conta no ConecteSUS, do Ministério da Saúde, e ainda afirmou não ter ordenado ou concedido autorização para que Cid lançasse os dados falsos no app. Jair Messias também se contradisse ao afirmar que Mauro Cid havia arquitetado o esquema de falsificação de dados “à revelia”, mas que não acreditava que o mesmo o teria feito.


Ex-presidente_Jair Bolsonaro_Colocando_Máscara_em_evento_no_Palácio_do_Planalto

Ex-presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Reprodução/O Globo)


No dia seguinte à inserção dos dados de imunização do ex-presidente na plataforma do Ministério da Saúde, seu certificado de vacinação foi emitido de dentro do Palácio do Planalto; Bolsonaro viajaria aos Estados Unidos no dia 30 de dezembro. Após todas estas confirmações da fraude realizada, Jair Bolsonaro planeja, junto de sua defesa, retroceder e derrubar a acusação de que fraudou seu cartão de vacinação no final de 2022 afirmando ter sido envolvido em uma “trama”.

Porém, ao que parece, a base para a nova discussão judicial estará pautada em se a “burla” ao cartão de vacinação se classifica ou não como crime de falsificação de documento público. Assim, a questão giraria em torno da existência prévia ou não do documento, ou seja, se trataria-se do crime de falsificação de documento público, ou do crime de falsidade ideológica, observando que a pena é diferente para ambos, com variação de um ano: de dois a seis anos e de um a cinco anos, respectivamente, uma vez que já não se é possível mas negar que houve alteração nos dados.

Foto Destaque: Jair Bolsonaro. Reprodução/fenafisco.org.br

VEJA TAMBÉM

Mauro Cid diz que Bolsonaro se reuniu com as Forças Armadas para planejar suposto golpe Lorena Bueri

Mauro Cid diz que Bolsonaro se reuniu com as Forças Armadas para planejar suposto golpe

A informação divulgada pelo "O Globo" indica que o tenente-coronel relatou, em delação premiada, sobre supostos planos antidemocráticos combinados entre ex-presidente e os comandantes militares.
Delação de Mauro Cid implica militares do governo Bolsonaro Lorena Bueri

Delação de Mauro Cid implica militares do governo Bolsonaro

Delação de Mauro Cid promete trazer à tona detalhes sobre os bastidores do governo Bolsonaro, incluindo relatos sobre Braga Netto e Heleno, entre outros militares.
Irmão se emociona ao relembrar de Paul Walker durante evento nos Estados Unidos Lorena Bueri

Irmão se emociona ao relembrar de Paul Walker durante evento nos Estados Unidos

Cody Walker, irmão da estrela, emocionou-se durante entrevista em evento em Los Angeles
Esposa de Mauro Cid pode receber pensão se ele for expulso do Exército Lorena Bueri

Esposa de Mauro Cid pode receber pensão se ele for expulso do Exército

O ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro, suspeito de inúmeros crimes, que ainda não se sabe se a mando do ex-presidente ou não, seria considerado “morto fictício” se fosse expulso do Exército.
Mauro Cid termina depoimento sobre encontro de Bolsonaro com hacker  Lorena Bueri

Mauro Cid termina depoimento sobre encontro de Bolsonaro com hacker

O tenente coronel está preso desde maio e é alvo de oito inquéritos. Ele teria presenciado o encontro entre o ex-presidente Jair Bolsonaro e o hacker Walter Delgatti no Palácio da Alvorada.
Alexandre de Moraes restringe comunicação de Mauro Cid com investigados pelo STF Lorena Bueri

Alexandre de Moraes restringe comunicação de Mauro Cid com investigados pelo STF

Ministro do STF proibiu o ex-assessor de Jair Bolsonaro, Mauro Cid, de se comunicar com grupo investigado pela PF. Moraes afirma que esta ação preventiva protege a apuração de novas provas para as investigações.
Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo