Notícias

Ministério dos Direitos Humanos afirma trabalhar em medidas para população de rua

Após denúncia de partidos, o MDHC prepara plano de ação para garantir os direitos das pessoas em situação de rua. Programas arquitetados preveem desde a distribuição de cobertores, à moradia

27 Jul 2023 - 17h40 | Atualizado em 27 Jul 2023 - 17h40
Ministério dos Direitos Humanos afirma trabalhar em medidas para população de rua Lorena Bueri

Após pressão do Supremo Tribunal Federal, o Ministério dos Diretos Humanos e da Cidadania afirmou que, antes mesmo do prazo de 120 dias, irá entregar plano de ação sobre a população em situação de rua no Brasil. Apesar de trabalhar para cumprir o período - estipulado pelo ministro Alexandre de Moraes -, o ministério está encontrando dificuldade na busca por dados atualizados sobre a quantidade de moradores de rua no país.

Com a exposição de um governo omisso sobre a violação dos direitos das pessoas em situação de rua - feita pelos partidos Rede Sustentabilidade, PSOL e do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto -, Moraes definiu um prazo de até 120 dias para o Estado arquitetar um plano de ação que possa auxiliar na implementação de políticas públicas nacionais quanto a condição desta população.

A dignidade das pessoas em situação de rua é direito humano inviolável, logo, é inaceitável a dependência de sua realização à benevolência de particulares em razão da omissão do Estado”, afirmou Alexandre de Moraes.

O programa da pasta deve conter desde políticas para estimular a retirada destas pessoas da rua, até a obtenção de números quantitativos da situação no país – o que ainda depende do mapeamento de cada Estado e município.

Ações do Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania

Sob o comando do ministro Silvio Almeida, o MDHC afirmou que, ainda em julho deste ano, irá implementar a Operação Inverno Acolhedor – responsável por investir R$ 5 milhões na execução de convênios com apoio de municípios, movimentos sociais e entidades da sociedade civil para fornecer itens de proteção contra o frio intenso e, por conseguinte, prevenir óbitos causados pela baixa temperatura.


Ministro Sílvio Almeida e o deputado Reimont durante lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da População de Rua. (Foto: Reprodução/Agência Câmara de Notícias).

Ministro Sílvio Almeida e o deputado Reimont durante lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da População de Rua. (Foto: Reprodução/Agência Câmara de Notícias).


Outra ação envolve o desenvolvimento do Programa Moradia Primeiro. Já aprovado em lei, este dá prioridade aos moradores de rua no Minha Casa Minha Vida.

Além disso, o ministério estabeleceu o Pop Rua – pontos nas cidades com serviços de bebedouro, bagageiro, lavanderia, corte de cabelo e banheiro.

Outras decisões de Moraes

O prazo de 120 dias para a entrega do plano de ação, contudo, não foi a única decisão tomada por Alexandre de Moraes no STF. Na última terça-feira (25), o ministro proibiu não somente o confisco forçado de pertences e animais de estimações das pessoas em situação de rua, como a retirada forçada do local em que estas se encontram.

Foto destaque: Morador de rua. Reprodução/Rubens Cavallari/Folhapress

VEJA TAMBÉM

Elon Musk volta a atacar Alexandre de Moraes e afirma que Lula está na coleira Lorena Bueri

Elon Musk volta a atacar Alexandre de Moraes e afirma que Lula está na coleira

Em novo post no X, bilionário chamou Moraes de ditador e disse que o ministro mantém Lula em uma coleira; fontes do governo brasileiro consideram empresário extremista e lunático
Alexandre de Moraes e Elon Musk: entenda sobre o confronto judicial e suas consequências Lorena Bueri

Alexandre de Moraes e Elon Musk: entenda sobre o confronto judicial e suas consequências

Após recentes declarações de Elon Musk contra o ministro Alexandre de Moraes, juiz decide abrir investigação contra o empresário; políticos brasileiros se manifestam sobre o caso
Alexandre de Moraes nega pedido de devolução de passaporte a Bolsonaro Lorena Bueri

Alexandre de Moraes nega pedido de devolução de passaporte a Bolsonaro

O ministro também proibiu Jair Bolsonaro de manter contato com outros investigados, e não prevê liberação do documento até o final das investigações
Alexandre de Moraes restringe comunicação de Mauro Cid com investigados pelo STF Lorena Bueri

Alexandre de Moraes restringe comunicação de Mauro Cid com investigados pelo STF

Ministro do STF proibiu o ex-assessor de Jair Bolsonaro, Mauro Cid, de se comunicar com grupo investigado pela PF. Moraes afirma que esta ação preventiva protege a apuração de novas provas para as investigações.
Proposta de Alexandre de Moraes para porte pessoal de maconha poderia afetar o tráfico do país Lorena Bueri

Proposta de Alexandre de Moraes para porte pessoal de maconha poderia afetar o tráfico do país

Proposta de Alexandre de Moraes para permitir uso pessoal de 60 gramas de maconha poderia afetar metade dos casos de tráfico no país, indica recente pesquisa.
Alexandre de Moraes relata agressão a filho e xingamentos de agressor Lorena Bueri

Alexandre de Moraes relata agressão a filho e xingamentos de agressor

Moraes relatou que ele e sua família foram hostilizados por um grupo de brasileiros no aeroporto de Roma, na Itália. O caso ainda está sendo investigado.
Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo