Notícias

Investigação descobre motivo de mergulho assustador de avião em direção ao oceano

Investigação mostra os motivos da queda de dezembro de 2022 de aeronave da United Airlies

13 Ago 2023 - 22h00 | Atualizado em 13 Ago 2023 - 22h00
Investigação descobre motivo de mergulho assustador de avião em direção ao oceano Lorena Bueri

O caso que aconteceu em dezembro de 2022 tem investigação concluída. O acontecimento em questão se trata da queda em direção ao oceano de um avião Boeing 777 da companhia United Airlines.

O caso aconteceu em 8 de dezembro em um trajeto que iria de  Kahului, no Havaí, para São Francisco em um voo doméstico com duração estimada de 5 horas. O “mergulho misterioso” como foi chamado aconteceu cerca de um minuto depois da decolagem no Havaí. Esse foi o primeiro voo desse modelo feito pela United.

Veja quais os problemas de decolagem do Boeing 777

Em um primeiro momento, a decolagem aconteceu normalmente, porém após a aeronave subir 2.200 pés (670m) de altitude, iniciou-se uma descida íngreme. De acordo com dados da plataforma de voos FlightRadar24, o voo chegou a uma descida de 8.600 pés por minuto. 

O valor é muito acima das taxas de descidas seguras que vão até 3 mil pés por minuto. A aeronave parou ao atingir a descida de 8.600 pés por minuto, gerando uma força facilmente sentida pela tripulação e passageiros, segundo Ostrower, jornalista de aviação.

O voo 1722 carregava mais de 200 passageiros e decolou sob fortes chuvas, gerando turbulências, não houveram feridos. Após o incidente, a aeronave prosseguiu em direção a Califórnia já que não houveram danos no avião.

O desenrolar das investigações

Segundo relatório final divulgado pelo Conselho Nacional de Segurança nos Transportes dos Estados Unidos, as possíveis causas do incidente foram: “a falha da tripulação de voo em gerenciar a trajetória de voo vertical, a velocidade no ar e a atitude de inclinação do avião” . Em destaque houve uma falha de comunicação nos ajustes do flap desejado pelo capitão durante a subida inicial da aeronave, que escutou “5” ao invés de “15”.

Os flaps são dispositivos localizados na asa para auxiliar a sustentação do avião para levantar voo. Nesse sentido, a aeronave despencou cerca de 425 metros. Ao tomar conhecimento sobre o caso, o Conselho decidiu abrir uma investigação para escutar membros da tripulação.


 

Estados Unidos

Investigação do Conselho Nacional de Segurança nos Transportes dos Estados Unidos (Foto: Reprodução/United Airlies)


Além disso, ambos os pilotos do voo ouviram avisos iniciais do sistema de alerta de proximidade do solo, fazendo com que o capitão puxe o controle para trás, consequentemente reduzindo a potência da aeronave. Em seguida, de acordo com os relatórios, o piloto aplicou força total na tentativa de recuperar o controle do voo.

Os impactos na United Airlines modificaram os modos de treinamento da operação para abortar esse tipo de ocorrência. A empresa também lançou uma campanha de conscientização para gerenciamento de rotas no centro do voo.

 

Foto destaque: Avião da United Airlines estacionado (Reprodução: Terra Brasil Notícias)

VEJA TAMBÉM

Lago havaiano adquire coloração rosa após seca extrema Lorena Bueri

Lago havaiano adquire coloração rosa após seca extrema

Seca extrema elevou a salinização do lago e permitiu grande reprodução das halobactérias, os micro-organismos responsáveis pela coloração rosada da água
Não acionar sirenes de alerta foi decisão correta, dizem autoridades havaianas sobre incêndio  Lorena Bueri

Não acionar sirenes de alerta foi decisão correta, dizem autoridades havaianas sobre incêndio

Na última semana, um incêndio devastador atingiu a ilha de Mauí no Havaí e deixou, até então, 110 mortos, o governo local foi criticado por não alertar a população sobre o incêndio.
Incêndio no Havaí: número de vítimas sobe para 99 com centenas de desaparecidos Lorena Bueri

Incêndio no Havaí: número de vítimas sobe para 99 com centenas de desaparecidos

Como o número de mortos no Havaí chegou a 99 na segunda-feira (14), o incêndio havaiano solidificou sua posição como o incêndio florestal americano mais mortal em 105 anos.
Incêndio no Havaí pode ter tido como causa o aquecimento global e suas consequências  Lorena Bueri

Incêndio no Havaí pode ter tido como causa o aquecimento global e suas consequências

O incêndio ocorreu na ilha de Mauí e até o momento 93 pessoas morreram em decorrência do desastre que já está sendo considerado o mais mortal em mais de um século.
Fogo na ilha de Mauí, no Havaí, deixa mais de 90 mortos Lorena Bueri

Fogo na ilha de Mauí, no Havaí, deixa mais de 90 mortos

O acidente foi marcado como um dos piores incêndios florestais dos Estados Unidos dos últimos 100 anos. As chamas deixaram mais de 35 mil pessoas em situação de risco.
Incêndios nas ilhas do Havaí preocupam autoridades; número de mortos sobe para 67 Lorena Bueri

Incêndios nas ilhas do Havaí preocupam autoridades; número de mortos sobe para 67

A ilha de Maui está sofrendo com intensos incêndios florestais que estão destruindo bairros. A vice-governadora do estado decretou estado de emergência e turistas estão sendo retirados do local.
Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo