Música

Why Don’t We dá a entender que venceu o processo judicial contra seu antigo gestor, David Loeffler

Aparentemente a banda borte-americana Why Don't We e Randy Phillips, um de seus gestores, venceram o processo judicial movido contra David Loeffler, outro gestor do grupo, acusado de ter um comportamento torturante com os integrantes.

3 min de leitura
17 Set 2021 - 22h19 | Atulizado em 17 Set 2021 - 22h19

A sexta-feira (17) chegou acompanhada de boas e aliviadoras novidades para os fãs da banda norte-americana Why Don’t We. Através de uma publicação em seu Instagram, o grupo deu a entender que conseguiram vencer a batalha judicial contra seu antigo gestor, David Loeffler.

#FreeWDW: Entenda a polêmica que envolve uma banda Why Don't We e David Loeffler, um de seus gestores

Why Don’t We se pronuncia sobre polêmica de maus tratos por parte de seu gestor

Pai de Britney Spears abre petição e dá um fim a tutela da cantora 

No final do mês de agosto, a #FreeWDW ganhou as redes socias ao que a Billboard divulgou que Randy Phillips e David Loeffler, empresários responsáveis pelas carreiras de Why Don’t We estavam em uma disputa judicial pelo comando da empresa em que eram sócios. Randy, no processo, acusava David de ter um “comportamento torturante” com os integrantes da banda, que hoje têm entre 20 e 23 anos, mas começaram a carreira no grupo por volta de seus 15 e 18 anos de idade.

Os fãs, amigos e familiares dos rapazes da boyband inundaram a timeline do Twitter com vídeos, fotos e relatos que provavam os maus tratos sofridos por cada um deles, desde alimentação restrita e desregulada, dormir embaixo de uma cama, ficarem presos dentro da casa e gravar sem plenas condições de saúde.


Assista ao clipe de "Slow Down" (Reprodução/YouTube)


No dia 10 de setembro, a banda se pronunciou sobre o caso em suas redes sociais, confirmando tudo o que aconteceu durante anos com Loeffler no controle da carreira deles. “Nós tínhamos de 15 a 18 anos quando a Why Don't We começou. Nós éramos jovens, impressionáveis, e confiávamos, resultados de crescermos em famílias amáveis e que nos apoiam. Enquanto estávamos inicialmente animados para viver juntos em uma casa, e trabalhar juntos no que mais amávamos fazer, a nossa música, mal sabíamos que iriamos, eventualmente, nos tornar prisioneiros ao "composto Why Don't We", na supervisão de um de nossos agentes da Signature Entertainment Partners. Ele não apenas vivia conosco durante o dia, mas nos controlava 24 horas por dia, 7 dias por semana, programando um alarme que iria despertar se alguma porta ou janela fosse aberta. É desnecessário dizer, nós não recebemos o código para desativar o alarme, nos fazendo reféns em nossa própria casa. Comida foi restrita ao ponto de que alguns membros da banda desenvolveram distúrbios alimentares. Nós tínhamos que trazer comida escondida e esconder tudo nos nossos armários. Fomos verbalmente repreendidos quase todos os dias e isolados das nossas famílias e amigos.”, diz uma parte do relato publicado.



Porém, na madrugada dessa sexta (17), a desventura da Why Don’t We teve indícios de ter tido um final feliz. Através da conta oficial do Instagram do grupo e também tweets das contas pessoais dos integrantes deram a entender que a batalha judicial contra David foi vencida por eles e Randy Phillips. No print publicado, Randy diz aos meninos: “Pessoal, acabei de receber algumas boas notícias muito necessárias, estamos liberados para começar a lançar músicas. WDW está de volta! FINALMENTE!!!” e recebeu comemorações de Jonah, Corbryn, Jack, Zach e Daniel em resposta.

Foto destaque: Banda Why Don’t We. Reprodução/Instagram.

Deixe um comentário