Vacinação da Covid-19 no Brasil e no mundo

Publicado 09 de Dec de 2020 às 13:18

A vacinação contra a Covid-19 começou nessa terça-feira (8), no Reino Unido. Margeret Keenan, de 90 anos, foi a primeira a ser vacinada pela vacina norte-americana da Pfizer e da empresa BioNTech. Vale lembrar que o governo britânico já tinha encomendado cerca de 10 milhões de doses para uma vacinação em massa.

O pais europeu se tornou o primeiro a iniciar campanha de vacinação, trazendo um enorme fator de consolidação e eficácia para o combate ao coronavírus. A idosa disse que se sentiu “muito privilegiada por ser a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19”. Keenan recebeu a primeira dose em Coventry, hospital da região central da Inglaterra. A segunda dose será aplicada daqui 20 dias. “É o melhor presente de aniversário antecipado que eu poderia desejar”, disse Margeret.

Já na manhã dessa quarta-feira (9), a agência regulatória do Reino Unido alertou que pessoas com “histórico de reação alérgica significativa” a vacinas, não devem tomar dessa vacina da Pfizer. A agência afirmou que reações como anafilaxia – reação alérgica grave e de rápida progressão que pode provocar a morte – é um sintoma de que a pessoa não deve ser vacinada.

Leia mais: Aplicação da vacina na Europa


vacinação, vacina, covid-19

Idosa de 90 anos foi a primeira a ser vacinada contra a Covid-19. (Foto: Jacob King/ AFP)


O jornal britânico, Evening Standard, afirmou que qualquer pessoa programada para receber a vacina nessa quarta-feira (9) será questionada sobre seu histórico de reações alérgicas. O jornal inglês ainda aborda que um comitê de parlamentares foi feito para “vigilância em tempo real” para monitorar os efeitos colaterais das vacinações e que quaisquer atualizações nos conselhos os pacientes seriam comunicados imediatamente.

Já no Brasil, governadores se reuniram para discutir, com o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, a demora do governo em definir quando haverá vacina para todos os estados. Segundo eles, a decisão de João Dória, governador de São Paulo, para vacinação em 25 de janeiro, gera expetativa e pressão para os governadores de outros estados.

Já o ministro da saúde afirmou que “qualquer vacina aprovada e certificada pela Anvisa, será comprada pelo Governo Federal e distribuída para toda a população que desejar ser vacinada”. De acordo com o ministro, 70 milhões de doses da farmacêutica Pfizer já foram encomendadas.

(Foto Destaque: Vacinação começa ao redor do mundo. Foto: Reprodução/Pexels)

Deixe um comentário