Notícias

Terra quebra recorde e alcança o dia mais curto da história

O tempo de rotação da Terra durante os dias pode variar. Tanto é que no dia 29 de junho deste ano a Terra quebrou o recorde de dia mais rápido da sua história.

3 min de leitura
31 Jul 2022 - 18h00 | Atualizado em 31 Jul 2022 - 18h00

Há o senso comum de que a terra sempre gira exatas 24 horas por dia, mas na verdade esse tempo pode oscilar e, em média, um dia dura 23 horas e 56 minutos. Os anos bissextos existem para fazer essa correção e manter o nosso ciclo de 24 horas. No entanto, esse tempo pode variar dia a dia, sendo mais rápido ou devagar. Segundo relatado no site “TimeAndDate.com”, o dia 29 de junho deste ano foi o mais rápido da história da Terra, durando 1,59 milissegundos a menos que o normal.

Esse fato surpreende, já que o nosso planeta vinha passando por um momento de desaceleração, segundo diversos cientistas. Foi até por isso que o IERS (Serviço Internacional de Rotação da Terra e Sistemas de Referência) começou a adicionar os “segundos bissextos”, que são alguns segundos a mais em determinado dia para que a balança do tempo se mantenha. A última vez que isso ocorreu foi no dia 31 de dezembro de 2016.

Apesar disso, nos últimos anos, os relógios atômicos vem informando que a Terra está rotacionando em um ritmo mais acelerado, isto é, os dias estão durando menos. Essa mudança pode ser um indicador de um período em que a Terra estará acelerada e, consequentemente, os dias mais curtos. Isso pode vir a atrapalhar os relógios atômicos, que os GPS usam para realizar seus cálculos. Essa mudança pode vir a tornar diversos satélites GPS inúteis.

Outros aparelhos que poderão ser afetados são os smartphones, computadores e sistemas de comunicação, pois eles são sincronizados com o NTP (Network Time Protocol), que é baseado no UTC (Coordinated Universal Time). Com os dias passando mais rápidos, essas contagens se tornarão imprecisas.

Antes do dia 29 de junho de 2022, o ciclo de 24 horas mais curto de nossa história havia sido registrado em 19 de julho de 2020, quando a Terra rotacionou 1,4602 milissegundos menos que o normal. Aquele ano foi também o que o nosso planeta teve o ciclo de 28 dias mais curtos da nossa história desde 1960.


Planeta Terra visto do espaço. Fonte: Reprodução/Getty Images


O que está tornando a Terra mais rápida?

Ainda não se sabe exatamente o que pode estar provocando essa aceleração na rotação da Terra. Algumas hipóteses levam em conta o afastamento da Lua, que estaria diminuindo a rotação da Terra e tornando o caminho feito pela Terra em torno do Sol um pouco mais elíptico.

Outras teorias envolvem o derretimento das geleiras, que faz com que o nosso planeta se torne mais leve nos pólos, tornando a rotação mais veloz. Além dessa hipótese, o movimento do núcleo da Terra, a atividade sísmica e a “oscilação de Chandler” pode estar envolvido nisso.

Foto destaque: Terra vista do espaço. Fonte: Repercussão.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo