Notícias

Terceiro suspeito por morte de ganhador da Mega-Sena é preso

Roberto Jefferson, assim como os outros suspeitos, também foi preso na cidade de Santa Bárbara d'Oeste. Segundo delegada a cargo da investigação do crime ainda há um homem foragido.

3 min de leitura
23 Set 2022 - 22h12 | Atualizado em 23 Set 2022 - 22h12

Foi preso pela Polícia Civil nesta sexta-feira (23), Roberto Jefferson da Silva, conhecido como Gordão. Ele é suspeito de estar envolvido no assassinato de Jonas Lucas Alves Dias, o milionário que acertou na Mega-Sena em 2020.

Ele estava em Santa Bárbara d'Oeste, interior de São Paulo, porém o caso continua sendo investigado pela delegacia de Hortolândia. Jonas ficou desaparecido aproximadamente por um dia e foi espancado pelos bandidos até a morte. Ainda foi resgatado com vida às margens da Rodovia dos Bandeirantes na cidade citada, mas não resistiu aos ferimentos.


 

Delegacia de Hortolândia. (Foto: Reprodução/EPTV)


Roberto é a terceira pessoa presa por estar envolvido no caso. Foram presos Rebeca e Rogério Spínola, cercados de acusações. O judiciário decretou as duas prisões preventivas. Uma quarta pessoa ainda está foragida. A delegada Juliana Ricci confirmou à CNN na manhã desta sexta-feira que iria ouvir o depoimento de Gordão ainda hoje no Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) de Piracicaba (SP).

A Polícia chegou até ele após a investigação nas imagens das câmeras de monitoramento de uma agência da Caixa Econômica Federal em Santa Bárbara que registraram ele e Rebeca realizando saques no caixa eletrônico no domingo (18).

Segundo Ricci, em entrevista ao G1, ele estava subjugado e a transferência bancária exigida pelos sequestradores não foi realizada porque o valor era irreal para ser transferido sem ser presencialmente. Jonas teve aproximadamente R$ 20 mil reais retirados de sua conta por transferências e pix somente nessa ida dos dois ao banco.

Na tentativa de aceitar a extorsão, enquanto ele estava sequestrado chegou a entrar em contato via Whatsapp para que o gerente de seu banco liberasse uma transferência R$ 3 milhões a partir de sua conta. Negado o direito pela instituição financeira o cárcere de Jonas foi ficando mais violento até quando ele foi abandonado na rodovia na madrugada do dia 19. A delegada disse que as investigações continuarão até a prisão desse último suspeito.

Foto Destaque: Jonas é lembrado por todos amigos e familiares como alguem que vivia uma vida simples. Reprodução/Redes sociais

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo