Saúde

Subvariante da ômicron BA.2 é um terço mais contagiosa do que ‘original’

Subvariante da ômicron BA.2 é mais contagiosa do que linhagem original, cerca de 33% mais chances de contaminar outra pessoa, mesmo vacinada. Autoridades dinamarquesas estendem medidas de restrição.

3 min de leitura
01 Fev 2022 - 16h35 | Atualizado em 01 Fev 2022 - 16h35

Estudo supervisionado por pesquisadores do Stans Serum Institut (SSI) da Universidade de Copenhague e da Universidade Técnica da Dinamarca aponta subvariante da ômicron, intitulada BA.2, é mais contagiosa do que a mais comum BA.1. A analise do material coletado em casos de coronavírus em mais de 8.500 residências, entre o período de dezembro de 2021 a janeiro de 2022, demonstrou que a subvariante BA.2 tem cerca de 33% mais chances de contaminar outra pessoa. Ou seja, um terço mais transmissiva em comparação com a BA.1; que, por sua vez, é 50% mais transmissiva que a variante Delta.

Se você foi exposto à ômicron BA.2 em sua casa, você tem 39% de probabilidade de ser infectado dentro de sete dias. Se você tivesse sido exposto à BA.1, a probabilidade é de 29%", conta autor do estudo Frederik Plesner à Reuters.

A subvariante BA.1 ‘original ’ é responsável por 98% dos de ômicron em todo o mundo. E na Dinamarca a subvariação rapidamente assumiu o controle, causando o surto de casos, capaz de infectar, alias, pessoas já vacinadas.


Premiê Mette Frederiksen ao lado de autoridades de saúde. (Foto: Reprodução/ EFE/ Mads Claus Rasmussen)


Segundo o ministro da saúde dinamarquês, Magnus Heunicke, não existem evidências de que o subtipo cause uma doença mais grave, no entanto é provável que seja mais contagiosa. De acordo a diretora técnica da SSI, Tyra Grove Krause, devido ao número recorde de infecções diárias as medidas de restrição irão se estender em fevereiro, sendo o último país da Europa a flexibilizar as medidas restritivas.

"Concluímos que a ômicron BA.2 é inerentemente substancialmente mais transmissível do que BA.1, e que também possui propriedades imunoevasivas que reduzem ainda mais o efeito protetor da vacinação contra infecções", disseram os pesquisadores do estudo.

A subvariante BA.2 continua sendo estudada pela autoridades. Em uma porcentagem muito menor também foram registrados casos do subtipo nos Estados Unidos, Reino Unido, Suécia e Noruega.

 

Foto Destaque: Primeiro registro da variante ômicron. Reprodução/ Universidade de Hong Kong, Facultade de Medicina Li Ka Shing.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo