Saúde

Sintomas da COVID longa são mais comuns em mulheres que em homens, aponta pesquisa

Novos estudos indicam que as mulheres podem ser propensas a desenvolver sintomas da COVID-19 por mais tempo que os homens, destacando a necessidade de incluir o gênero como uma variável na análise.

3 min de leitura
22 Jun 2022 - 16h37 | Atualizado em 22 Jun 2022 - 16h37

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que houve cerca de 540 milhões de casos de coronavírus confirmados globalmente e, embora grande parte do foco tenha sido na hospitalização e morte, a COVID-19 também emergiu como uma grande preocupação em médio e longo prazo.

O verdadeiro número de pessoas afetadas até agora permanece incerto, assim como se a condição tem maior probabilidade de afetar homens ou mulheres. Agora, uma nova pesquisa de revisão realizada nos EUA pode preencher essa lacuna, apoiando as recentes indicações australianas de que as mulheres são mais propensas a experimentar o impacto da COVID longa.

A análise dos dados de uma amostra total de quase 1,4 milhões de pacientes em 35 publicações descobriu que as chances de as mulheres desenvolverem a condição são significativamente maiores do que para os homens. Das publicações identificadas, 23 preencheram critérios de elegibilidade para sequelas do coronavírus e 12 delas para COVID longa, com diferenças entre homens e mulheres observadas.

No entanto, os autores do estudo disseram que a falta de estudos a respeito da doença relatando dados desagregados por gênero também significa a necessidade de mais pesquisas sobre as condições específicas causadas pelo vírus e como elas afetam homens e mulheres separadamente.

As diferenças de sexo nos resultados foram relatadas durante surtos anteriores de coronavírus, disseram. No entanto, a maioria dos estudos não avaliou ou relatou dados granulares por sexo, o que limitou os insights clínicos específicos do sexo que podem estar afetando o tratamento.


Mulher sofre com sintomas prolongados da COVID. (Foto/Reprodução/ABCH)


A pesquisa disse: “Conhecimento sobre as diferenças sexuais fundamentais que sustentam as manifestações clínicas, a progressão da doença e os resultados de saúde da COVID-19 é crucial para a identificação e desenho racional de terapias eficazes e intervenções de saúde pública que sejam inclusivas e sensíveis às potenciais necessidades diferenciadas de tratamento de ambos os sexos”, descreveu o relatório.

De acordo com o estudo, as mulheres são mais propensas a experimentar uma variedade de sintomas pós-infecção, incluindo fadiga, ouvido, nariz e garganta, bem como distúrbios neurológicos, gastrointestinais e reumatológicos. Os homens, por sua vez são mais propensos a experimentar distúrbios endócrinos, como diabetes e distúrbios renais.

Em outros lugares, as pesquisas sobre as causas da COVID longa incluem a identificação de dois tipos de proteínas criadas pelas células em resposta ao vírus e danos contínuos ou anticorpos próprios elevados em resposta à infecção inicial.

Com base na teoria de que uma resposta imune elevada é um fator causal, o estudo dos EUA sugere que isso poderia explicar por que os sintomas estendidos são mais comuns em mulheres. “As diferenças na função do sistema imunológico entre mulheres e homens podem ser um importante impulsionador das diferenças sexuais na síndrome da COVID longa”, escreveram os autores.

Os autores afirmam que as evidências baseadas em gênero informarão uma melhor gestão da doença e dos seus efeitos prolongados. Eles propõem estudos futuros que incluam gênero como variável em surtos infecciosos para garantir o tratamento ideal de mulheres e homens.

Segundo os pesquisadores, esse trabalho tem ajudado a descobrir a variedade de apresentações clínicas entre ambos os gêneros e a identificar lacunas de informação onde pesquisas e dados adicionais serão necessários, concluíram em análise.

Foto destaque: COVID longa afeta mais mulheres que homens. (Reprodução/APA)

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo