Notícias

Seis pessoas morreram em colisão de aviões em show aéreo nos Estados Unidos

Dois aviões da segunda guerra mundial colidiram durante o show “Air Force Wings Over Dallas”, seis pessoas tripulantes morreram, investigação iram usar vídeos e outras provas de pessoas no local.

3 min de leitura
13 Nov 2022 - 21h20 | Atualizado em 13 Nov 2022 - 21h20

No sábado (12) vídeos de uma colisão entre dois aviões viralizaram nas redes sociais, trata-se de um acidente entre dois aviões militares que aconteceu durante o “Air Force Wings Over Dallas” nos Texas, Estados Unidos. A colisão resultou na morte de seis pessoas

A confirmação das seis mortes veio neste domingo (13) pelas redes sociais de Clay Jenkins, juiz do condado de Dallas. Ele escreveu que de acordo com o médico legista do condado de Dallas foram 6 vítimas da colisão, as autoridades estão trabalhando para a investigação e identificação das vítimas.


Momento em que os aviões colidiram durante o "Air Force Wings Over Dallas". (Reprodução/Twitter)


Um dos aviões é o Boeing B-17 Flying Fortress, um avião bombardeio de quatro motores que teve um papel importante na vitória da segunda guerra mundial, a maioria dos B-17 foram desmantelados, os que sobraram ficam expostos em museus ou participando de shows como o “Air Force Wings Over Dallas”. O outro é o avião de caça Bell P-63 Kingcobra, que foi usado pelos soviéticos na mesma guerra. O CEO e presidente da Força Área Comemorativa dos Estados Unidos, responsável pelo evento, Hank Coates disse que era um show aéreo para demonstrar as aeronaves e suas capacidades durante a segunda guerra mundial, seus pilotos são voluntários na maioria das vezes, sendo pilotos ou ex-pilotos que passam por um treinamento rigoroso. 

Durante uma conferência, o Conselho Nacional de Segurança no Transporte confirmou que o B-17 tinha 5 tripulantes e o que Kingcobra tinha um tripulante, mas que não teve nenhuma vítima em solo. Foi também comunicado que nenhum dos aviões possuía uma caixa-preta, eles esperam que testemunhas do acidente enviem vídeos e outras provas que possam ajudar na investigação.

O relatório preliminar pode demorar de 4 a 6 semanas para ser liberado, mas a investigação completa pode durar de 12 a 18 meses até que o relatório possa ser liberado.

 

Foto em destaque: Explosão causada pelos aviões após a queda. Reprodução/Twitter

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo