Notícias

Segundo professor da USP, chuvas intensas podem atingir RJ, BA e ES na virada de fim de ano

De acordo com informações fornecidas pelo professor Pedro Luiz Côrtes da USP, uma sequência de chuvas intensas podem atingir os estados do Rio de Janeiro, da Bahia e do Espírito Santo na virada de fim de ano.

3 min de leitura
31 Dez 2021 - 13h40 | Atualizado em 31 Dez 2021 - 13h40

Nos últimos tempos com as fortes chuvas que estão havendo em alguns estados brasileiros, Pedro Luiz Côrtes, professor do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (USP) informou que os estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Bahia possuem grande possibilidade de sofrer com chuvas elevadas nas festividades da virada de ano.

No entanto, é provável que os litorais do estado de São Paulo consigam escapar em “montante significativo” da época chuvosa, porém entre a costa do Rio, o sul baiano e o Espírito Santo são capazes de ficar “acima da média” em meio à comemoração do Ano Novo.


Chuvas intensas causam alagamentos na Bahia. (Foto: Reprodução/ Amanda Perobelli/Reuters/UOL COTIDIANO


Em entrevista realizada pela UOL News, o professor da USP Pedro Luiz Côrtes esclarece algumas dúvidas em relação a crescente onda de chuvas nesse fim de ano.

Levando em conta que o sul da Bahia vem enfrentando graves tragédias com essa situação, às vezes causando até alagamentos de alto nível, onde no pior dos casos está levando a morte, obtendo um número de 434 pessoas que foram feridas e 24 outras acabaram não aguentando e falecendo por causa desses desastres naturais, além de 90 mil de a população ter ficado desalojada e perderem os empregos, o que anda acontecendo desde o início do mês de dezembro, de acordo com dados fornecidos pela Defesa Civil do local.

"A tendência do aumento das chuvas é maior à medida que a gente vai subindo pelo litoral [fluminense]", conforme Côrtes relata. "Isso requer atenção especial de todos", pontua o professor.

O docente Pedro Luiz Côrtes também relembrou das intensas chuvas que repercutiram nas mortes de mil cidadãos cariocas com as inundações e deslizamentos na Região Serrana do Rio no começo de janeiro de 2011.

"Regiões serranas têm uma característica muito peculiar porque a profundidade do solo é pequena, e logo abaixo tem rocha. Então, quando o solo está muito encharcado, ele facilmente desliza sobre essa parte rochosa, provocando acidentes", declarou por fim.

https://lorena.r7.com/post/Governo-Bolsonaro-recusa-ajuda-oferecida-pela-Argentina-a-Bahia

https://lorena.r7.com/post/Reveillon-no-Rio-tera-restricoes-devido-a-influenza-e-a-alta-procura-de-hoteis

https://lorena.r7.com/post/Segundo-levantamento-da-ValeCard-preco-da-gasolina-caiu-apos-19-meses-de-alta


Desse modo, foram oferecidas algumas dicas de indícios de deslizamento por parte de Côrtes, que podem ajudar na hora de uma possível tragédia natural acontecer e que devem ser observadas com atenção, dentre elas estão:

  • Pequenas trincas na parede;
  • Árvores que começam a se inclinar;
  • Movimentação de terrenos.
  • Outros...

Foto destaque: Fortes chuvas em estados brasileiros. Reprodução/UOL COTIDIANO

Deixe um comentário