Notícias

Rússia e Ucrânia travam batalha pelo controle de Kiev no 3º dia da guerra

Míssil atinge prédio residencial e conflitos se intensificam nos arredores das ruas da capital Kiev. Russos atacam uma base militar e estação de energia e forças ucranianas tentam resistir às invasões

3 min de leitura
26 Fev 2022 - 16h26 | Atualizado em 26 Fev 2022 - 16h26

A Guerra na Ucrânia entrou em seu terceiro dia neste sábado (26). Explosões foram ouvidas na capital Kiev horas após o presidente ucraniano, Voloymyr Zelenskv, alertar sobre a possível tomada da capital. Ele garantiu que Kiev ainda está sob controle da Ucrânia. Segundo informações da prefeitura, haverá toque de recolher entre 17h e 8h até o dia 28 de Fevereiro.

"Nós resistimos e estamos repelindo os ataques inimigos com sucesso. A luta continua", afirmou o presidente em um vídeo. Zelenskv afirma também que o governo vai armar aqueles que quiserem ajudar os militares ucranianos. Ele recusou a oferta do governo dos Estados Unidos para deixar Kiev.

O Reino Unido informou que o maior volume de soldados da Rússia está a 30 quilômetros do centro da capital ucraniana e que o espaço aéreo da Ucrânia ainda não foi dominado. Houve relatos de um ataque a uma estação de eletricidade da capital, com o objetivo de tentar deixá-la no escuro e ainda de confrontos nos arredores da cidade.


Fumaça e chamas perto de Kiev, capital da Ucrânia, nesta sexta-feira (25) (Foto: Reproodução/ Gleb Garanich)


A agência russa Interfax divulgou que, segundo o Ministério de Saúde da Ucrânia, pelo menos 198 ucranianos morreram no conflito, entre eles três crianças. O número de feridos é de 1.115, incluindo 33 crianças.

Cerca de 100 mil ucranianos já cruzaram a fronteira para a Polônia desde o início dos ataques russos, segundo o vice-ministro polonês do Interior, Pawel Szefernaker.


Foto divulgada pela presidência da Ucrânia mostra Vlodymyr Zelensky no centro de Kiev (Foto: Reprodução/ Ukrainian Presidential Press Office via AP)


Há três dias a Rússia invadiu a Ucrânia. E o governo russo afirmou neste sábado (26) que a Ucrânia se recusou a negociar com seus inimigos para tentar interromper as agressões.

Rapidamente, a presidência da Ucrânia se manifestou através de um assessor que disse à agência Reuters que seu país não se recusa a negociar. Os ucranianos já haviam até preparado um plano de negociações e dentro dele o que iriam exigir e o que iriam ceder. Mas segundo ele a Rússia, inicialmente, impôs condições que inviabilizam o diálogo. Ele afirmou que essas ações são uma tentativa de derrotar seu país e impor condições que segundo os ucranianos são consideradas inaceitáveis.

Este embate entre os países está entre os maiores que ocorreram desde a Segunda Guerra Mundial, há 80 anos.

Foto Destaque: Prédio atingido por bombardeio em Kiev. Reprodução/ Genya Savilov.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo