Notícias

Rio quer liberar o não uso das máscaras

A prefeitura do Rio de Janeiro, pretende retirar a lei que obriga a população a fazer o uso das máscaras faciais em locais públicos. A decisão deve ser publicada nesta terça-feira (26).

3 min de leitura
26 Out 2021 - 11h00 | Atulizado em 26 Out 2021 - 11h00

Nesta terça-feira (26) a prefeitura do Rio de Janeiro pode publicar o decreto liberando os cariocas a não fazer o uso das máscaras em locais públicos. A publicação no diário oficial, estava prevista para acontecer ontem, segunda-feira (25), porém é preciso que a população esteja de 65% a 70% vacinada com a segunda ou dose única dos imunizantes contra a COVID-19. 

Segundo o secretário municipal de saúde (SMS) Daniel Soranz, quando a população a cidade do Rio atingir a meta de 65% a 70% da população vacinados, as pessoas não serão obrigadas a usar máscaras em locais abertos. Além disso a prefeitura pretende reabrir as pistas de dança com 50% da capacidade total. 

180 pessoas se encontram internadas no Rio com COVID, para a secretária municipal de saúde (SMS) é um índice com uma grande queda nas últimas semanas, sendo assim, é possível começar com o plano de flexibilização com os protocolos sanitários. 

No entanto, quando o decreto for publicado, a lei não vai valer de imediato, pois é preciso da liberação do governo do Estado do Rio para autorizar a nova regra. Caso o decreto municipal seja indeferido, o uso das máscaras faciais ainda continuaram valendo em todos os locais do RJ.  Alerj vota nesta nesta terça-feira (26) para esse projeto de flexibilização para uso das máscaras que pode ser aprovado. 

Na noite desta segunda-feira (25) a cidade do Rio bateu a meta de 65% de imunizados contra o coronavirus, tendo agora, apenas 2,6% dos seus leitos hospitalares ocupados, segundo dados da secretaria municipal de saúde. O número total é de 177 leitos. Com esse baixo índice, a cidade se encontra em uma ótima fase epidemiológica desde o início da pandemia em 2020. 

Egito detém robô Ai-Da no país por suspeita de que seu intuito seja a espionagem

Grupo de esqueletos com mais de mil anos foram encontrados no Peru

Narcotraficante da Colômbia que valia US$5 milhões para os EUA foi capturado


Mesmo diante dos baixos números de internações, os especialistas afirmam que a liberação de não usar máscaras é uma decisão prematura, pois a pandemia ainda não chegou ao fim e reforçou a necessidade da terceira dose da vacina na população. Mesmo ser esse projeto de esta insetos de usarem máscaras for aprovado, as pessoas deverão apresentar o cartão de vacinação em teatros, cinemas, parques e pontos turísticos. 

 

Foto: prefeitura do Rio estuda o não uso de máscaras em locais públicos. Reprodução/Brenno Carvalho/Agência O Globo

Deixe um comentário