Celebridades

Ricky Martin se pronuncia sobre ordem de restrição de suposto ex-affair: “Alegações completamente falsas”

O cantor Ricky Martin usou as redes sociais para negar as acusações que deram origem a uma ordem de restrição concedida a um suposto ex-affair, por violência doméstica, em Porto Rico.

3 min de leitura
04 Jul 2022 - 18h00 | Atualizado em 04 Jul 2022 - 18h00

O cantor Ricky Martin, de 50 anos, usou as redes sociais no último domingo (3), para afirmar que são “completamente falsas” as alegações de um indivíduo não identificado que levaram as autoridades porto-riquenhas a emitir uma ordem de restrição contra ele sob as leis de violência doméstica no território dos Estados Unidos. De acordo com o jornal porto-riquenho El Vocero, o requerente não identificado foi diretamente ao tribunal, sem registrar uma queixa policial, após terminar um relacionamento de sete meses com o cantor.

O jornal citou um documento do tribunal dizendo que Ricky Martin, que é casado com Jwan Yosef desde 2017, se recusou a aceitar a decisão do ex-affair e continuou a fazer contato frequente e indesejado com a pessoa.

O cantor usou o seu perfil oficial do Twitter para afirmar que a ordem judicial foi baseada em alegações "completamente falsas" e prometeu enfrentá-las "com a responsabilidade que me caracteriza". "Agradeço os inúmeros gestos de solidariedade e os recebo de todo o coração", disse ele no Twitter, acrescentando que não poderia comentar mais por se tratar de uma questão legal em andamento.


Declaração oficial de Ricky Martin. (Foto: Reprodução/Twitter)


A Associated Press citou a polícia para confirmar que a ordem de restrição havia sido arquivada sob a Lei 54, Lei de Prevenção e Intervenção de Abuso Doméstico de Porto Rico. Uma declaração dos representantes do cantor, citada pela Associated Press, e vários outros meios de comunicação internacionais, também descreveu as alegações como "completamente falsas e fabricadas". "Estamos muito confiantes de que, quando os fatos verdadeiros sobre este assunto forem revelados, nosso cliente Ricky Martin será totalmente justificado", disse o comunicado.

Segundo o jornal El Vocero, o processo documentado contra o cantor afirma que Martin e a vítima teriam se relacionado durante um período de sete meses, e estão há dois separados. O cantor, então, não teria aceito a separação e teria sido flagrado vagando pelos arredores da casa do denunciante. A ordem judicial proíbe Ricky Martin de "se aproximar, assediar, intimidar, ameaçar ou de qualquer outra forma interferir" com a vítima, segundo o jornal porto-riquenho.

Uma audiência está marcada para 21 de julho, quando a ordem de restrição expira. As alegações surgiram alguns dias depois que Rebecca Drucker, ex-empresária de Martin, entrou com uma ação no Tribunal Distrital Central de Los Angeles alegando que o cantor deve a ela mais de US$ 3 milhões (aproximadamente R$15 milhões) em comissões não pagas.

De acordo com a revista People, Rebecca administrou a carreira de Ricky Martin duas vezes, de 2014 a 2018 e depois entre 2020 e 2022. Durante o último período, Drucker alegou que Martin estava "em turbulência absoluta" em sua carreira e vida pessoal.

Foto Destaque: Ricky Martin. Reprodução/Twitter

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo