Notícias

Queiroga é desmentido por câmara do Ministério da Saúde, que apoia a vacinação infantil

A Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização da Covid-19, divulgou uma manifestação a favor da vacinação de crianças de 5 a 11 com a vacina da Pfizer. Na nota divulgada, fala de Queiroga sobre vacinação não ser consensual é desmentida.

3 min de leitura
19 Dez 2021 - 22h00 | Atualizado em 19 Dez 2021 - 22h00

Em uma reunião ocorrida do comitê formado por médicos e pesquisadores na última sexta-feira, A Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização da Covid-19, ligada ao Ministério da Saúde, formou e divulgou posicionamento unânime a favor da vacinação de crianças de 5 a 11 com a vacina da Pfizer. 

A decisão desmente a fala de Marcelo Queiroga, ministro da saúde, na qual disse que a câmara iria se reunir apenas no dia 22 para "oferecer suas opiniões e seu documento técnico" sobre a vacinação infantil. Também na sexta-feira, o ministro declarou que a vacinação de crianças não seria consensual, o que a nota também desmente. 


Frascos de vacina da Pfizer para crianças possui a tampa com cor diferente dos frascos tradicionais. (Foto: Reprodução/Tobias Schwarz/AFP)


"Tendo em vista o recente parecer favorável por parte da Anvisa em relação ao pedido de autorização para aplicação da vacina desenvolvida pela fabricante Pfizer na população pediátrica entre 5 e 11 anos de idade no Brasil, a CTAI Covid-19 manifestou-se unanimemente favorável à sua incorporação na campanha nacional de vacinação, em reunião ordinária realizada no dia 17 de dezembro de 2021", informa a câmara em nota publicada.

O discurso de Queiroga segue o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro, que é contrário à vacinação de crianças e ameaçaçou divulgar nomes dos técnicos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) responsáveis pela aprovação do uso do imunizante da Pfizer.

França antecipa intervalo da dose de reforço de vacina por conta da variante ômicron

Ministério da Saúde sofre novo ataque hacker em seus sistemas

Pfizer anuncia eficácia de pílula antiviral no tratamento da Covid-19


Diante do posicionamento de Queiroga, e do fato de que a decisão de incorporar ou não a vacina infantil da Pfizer ao calendário cabe apenas ao Ministério da Saúde, Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou na sexta-feira (17) que o governo federal apresente em até 48 horas a complementação do PNI (Programa Nacional de Vacinação) com a inclusão de crianças.

 

Foto destaque: Marcelo Queiroga, ministro da Saúde. Reprodução/Jefferson Rudy/Agência Senado

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo