Celebridades

Príncipe Harry diz que enxerga lado bom em demissões na pandemia

O príncipe e Duque de Sussex Harry, disse em sua última entrevista que nós estamos “no início do despertar da saúde mental”, enxergando lado bom de demissões na pandemia e foi criticado pela internet

3 min de leitura
07 Dez 2021 - 09h00 | Atualizado em 07 Dez 2021 - 09h00

Numa entrevista concedida à revista Fast Company, o duque de Sussex Harry, de 37 anos, fez declarações polêmicas, fazendo com que muitas pessoas não reagissem bem a elas, principalmente quando ele sugeriu que as demissões no período da pandemia têm um lado positivo ou não tão negativo. Um levantamento das falas do duque sobre o assunto, feito pelo Daily Mail e pelo Daily Star nesta segunda-feira (6), mostram que durante a conversa, Harry disse que as demissões "não são todas ruins". 

A fala ganhou tanta repercussão pela internet, que teve até internautas taxando-o de alienado, após sua reflexão. "No mundo real, as pessoas precisam de dinheiro".


Harry palestrando para a organização Fundo Endeavor (Foto: Reprodução/ Endeavor Fund/ Instagram)


Na verdade, é um sinal de que com a autoconsciência vem a necessidade de mudança. Muitas pessoas ao redor do mundo estão presas em empregos que não as fazem felizes e agora estão colocando sua saúde mental e felicidade em primeiro lugar. Isso é algo a ser comemorado”, disse Harry, garantindo que estamos “apenas no início do despertar da saúde mental”.

Apesar das boas intenções, o príncipe recebeu críticas de pessoas nas redes sociais, que classificam suas falas como alienadas. “Harry está totalmente alheio à realidade ao dizer para as pessoas saírem de seus empregos se tiverem problemas de saúde mental. Nem todo mundo tem 30 milhões de libras nos bancos”, uma pessoa se pronunciou no Twitter. “Então, o milionário príncipe Harry, que nunca teve um emprego na vida e nunca teve que se preocupar em pagar contas, diz que sair de empregos traz alegria”, outra ironizou. As demais críticas seguem a mesma linha de deboche e indignação, com pessoas dizendo que a maior parte da população não pode “se dar ao luxo” de simplesmente largar o emprego e que “no mundo real, as pessoas precisam de dinheiro”.


https://lorena.r7.com/colunista/Alanis-Meira/post/Paris-Hilton-faz-parada-em-lua-de-mel-numa-ilha-particular-de-158-mil-reais-a-diaria

https://lorena.r7.com/colunista/Alanis-Meira/post/Cardi-B-investe-56-milhoes-em-reformas-de-sua-nova-mansao

https://lorena.r7.com/colunista/Alanis-Meira/post/Will-Smith-diz-que-fazer-cenas-de-sexo-e-a-pior-parte-da-carreira


Em contra ponto, várias outras pessoas entenderam de outra forma o que foi dito por Harry. “Absolutamente incrível. Ele evoluiu muito nos últimos dois anos”, disse uma delas. “Ele não falou para ninguém largar o emprego, parem de tirar as falas dele de contexto”, outro alertou.

Tendo duas perspectivas diferentes sobre o que foi dito, ainda houve uma terceira visão sobre as falas: a de que foi uma opinião com base na experiência pessoal que ele e a esposa Meghan Markle tiveram ao deixarem a realeza britânica no ano passado, indo para a Califórnia, nos Estados Unidos.


Meghan Markle, Harry, William e Kate Middleton (Foto: Reprodução/ Getty Imagens)


A polêmica saída dos dois da realeza é cercada de troca de farpas e indiretas de ambos os lados com a família real, em um ambiente que aparentava ser tóxico principalmente para Meghan Markle que estava entrando para a família. “Eles estão cada vez mais felizes depois de deixar o Reino Unido. Nada supera um ambiente seguro e saudável”, observou um internauta.

 

Foto: Príncipe Harry Foto: Reprodução/ Getty Imagens

Deixe um comentário