Money

Principais bancos da Europa e Estados Unidos podem ter prejuízo de bilhões

Grandes bancos dos Estados Unidos e Europa, como 'Bank of America' e 'Deutsche Bank' podem ter prejuízo de 5 a 10 bilhões de dólares nos setores de empréstimos

3 min de leitura
18 Ago 2022 - 09h06 | Atualizado em 18 Ago 2022 - 09h06

Os principais bancos da Europa e dos Estados Unidos estão enfrentando contratempos nos setores mais arriscados do mercado de empréstimo. Grandes bancos correm o risco de perder de 5 milhões a 10 bilhões a mais nos próximos trimestre em empréstimos alavancados que se assegurem  a aguentar os riscos.

Instituições como Bank of America e Citigroup já reduziram 1 bilhão de dólares no segundo semestre em crédito de grande risco e curto prazo, pois o crescimento das taxas de juros complicou o repasse de dívida para terceiros. Outras instituições europeias apresentaram perdas por causa da tal exposição, como Deutsche Bank e Credit Suisse.

No mercado de empréstimos alavancados, investidores usufruem do dinheiro de bancos para comprar empresas. Quando os mercados desaceleraram, os bancos ficaram mais rigorosos para novos empréstimos, enquanto tentam distribuir empréstimos complicados à terceiros.


 

Bank of America (Reprodução/Instagram)


Segundo dados da Dealogic, desde o quarto trimestre de 2021 nos Estados Unidos e Europa, Goldman Sachs, Bank of America e Barclays estão entre os três principais subscritores de financiamento para compras alavancadas.

Normalmente os bancos vendem os empréstimos em vez de mantê-los. As instituições pretendem distribuir 80 bilhões a 100 bilhões de dólares em empréstimos alavancados para terceiros entre os meses de  setembro e outubro. O plano do Federal Reserve de apertar a política monetária para lutar contra a inflação acabou interrompendo o mercado, o que resultou em uma forte venda de ativos de renda fixa em 2022.

Bank of America lidera o acordo com maior financiamento, 16,5 bilhões de dólares para comprar uma empresa de software Citrix por afiliadas da Vista Equity e Elliott Management. A instituição financeira também está financiando o acordo para a Apollo comprar a Tenneco, que está avaliada em 7,1 bilhões de dólares, incluindo as dívidas.

BofA é um dos bancos que apoiam a aquisição do Twitter pelo executivo Elon Musk por 44 bilhões de dólares.

 

 

Foto Destaque: Dolár. Reprodução/Pixabay

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo