Notícias

Posse de Alexandre de Moraes no TSE é marcada por momentos constrangedores

Cerimônia de posse de Alexandre de Moraes, novo presidente do TSE, é marcada por discursos com criticas a Bolsonaro, encontros entre desafetos, e momentos constrangedores.

3 min de leitura
17 Ago 2022 - 11h20 | Atualizado em 17 Ago 2022 - 11h20

Assumindo a posse como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em uma cerimônia que aconteceu na noite desta terça-feira (16), repleto de encontros entre desafetos, Moraes foi o protagonista do evento. Por conta de inquéritos sobre atos antidemocráticos e disseminação de fake news, relação entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro que veio a assumir a corte possui muita tensão.


                               

                         Bolsonaro e Moraes se cumprimentaram e conversaram durante cerimônia (Foto: Reprodução/ Yahoo Noticias)


Além de Bolsonaro, estavam presentes na cerimônia, ex-presidentes da República, como Luiz Inácio Lula da Silva, adversário direto de Bolsonaro nas eleições deste ano, Dilma Rousseff que saiu do cargo após um impeachment em 2016 e Michel Temer, vice de Dilma na época, que assumiu sua posição após o impeachment.

Jair Bolsonaro, que busca sua reeleição compareceu à cerimônia acompanhado de sua esposa, a primeira dama Michelle Bolsonaro, e de um dos filhos, o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro, o mesmo é responsável pela estratégia digital de Bolsonaro, e entre seus principais alvos nas redes estão justamente o STF, o presidente do TSE e o sistema eleitoral.

 

° Bolsonaro, Lula e Dilma

Antes da cerimônia de posse, Bolsonaro e Lula ficaram na mesma sala, aguardando o início da solenidade, ficando em cantos opostos e cercado por diversas outras autoridades, os dois candidatos a presidência não se cumprimentaram.

Quando o evento começou, O atual Presidente da república se sentou em um lugar de destaque, ao lado de outras autoridades em exercício de posto. A cadeira em que Bolsonaro se sentou estava diante da primeira fileira, onde se encontravam os ex-presidentes Dilma Rousseff, José Sarney, Lula e Michel Temer. Todos estavam frente a frente no momento do Hino Nacional.


                                     

                                      Ex- presidentes de frente com Jair Bolsonaro durante Hino Nacional (Foto: Reprodução/ JOTA)


° Encontros entre desafetos

Após Dilma responder com contundência uma entrevista de Temer para o portal “UOL” onde ele afirmou que a ex-presidente era “honesta”, mas não tinha diálogo com o Congresso, a mesma o respondeu “A história não perdoa a prática da traição. O senhor Michel Temer não engana mais ninguém”.

Durante a cerimônia os dois se sentaram a duas cadeiras de distância um do outro, algo que foi pedido pela própria ex-presidente, que ligou para Moraes com antecedência e afirmou que apenas iria à cerimônia se não ficasse ao lado do desafeto. Enquanto isso Temer e Lula tiraram fotos juntos, e conversaram durante muito tempo.


                                 

                                 Ex presidentes Temer, Lula, Sarney e Dilma na primeira fileira (Foto: Reprodução/ Poder 360)


Já o candidato a presidência Luiz Inácio Lula da Silva, acabou cruzando com Paulo Guedes, ministro da Economia, o qual Lula tem feito criticas, chegando a dizer em uma transmissão ao vivo — “ele não sabe que tem pobre no Brasil”. Nesta terça-feira os dois trocaram um aperto de mão, mas não chegaram a conversar.

 

° Os Discursos

O ministro Mauro Campbell Marques, corregedor-geral eleitoral foi um dos primeiros a discursar, e durante sua fala fez referência ao impeachment de Dilma, chamando de “momento extremo” da nossa democracia. Ainda durante seu discurso, fez uma menção implícita ao presidente Jair Bolsonaro, defendendo o sistema eleitoral, que é atacado pelo presidente constantemente.

O novo presidente do TSE Alexandre de Moraes disse em seu discurso que o Brasil é a única democracia do mundo que divulga o resultado das eleições no mesmo dia, e que isso é “motivo de orgulho nacional”. Ele também criticou a “propagação de discurso de ódio” e disse “Liberdade de expressão não é liberdade de agressão ou de destruição da democracia”. A fala foi vista como um recado claro a Bolsonaro, a quem o ministro não economizou criticas durante seu discurso.


                           

                                      Moraes durante seu discurso de posse (Foto:Reprodução/Yahoo Noticias)


Moraes foi aplaudido durante seu discurso, algumas vezes de pé, como quando falou sobre a defesa do sistema eleitoral, passagem em que os únicos a não baterem palmas foram Jair Bolsonaro, seu filho Carlos Bolsonaro e alguns ministros presentes, como Ciro Nogueira, da Casa Civil, e Paulo Guedes.

 

Foto Destaque: Alexandre de Moraes em sua cerimônia de posse /Poder 360

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo