Empreender na Prática

Pessoas com deficiência auditiva tem mais dificuldade para empreender, diz pesquisa

A acessibilidade é um dos principais motivos para que Pessoas com deficiência auditiva não consigam empreender. Cursos criados por startups têm sido a principal ferramenta para fomentar o empreendedorismo entre esse público.

3 min de leitura
10 Dez 2022 - 12h30 | Atualizado em 10 Dez 2022 - 12h30

Empreender no Brasil é uma tarefa difícil. Se você é uma pessoa com deficiência auditiva, essa dificuldade é elevada a outro nível. De acordo com dados da Pesquisa Nacional de Saúde, elaborada pelo IBGE, cerca de 10 milhões de pessoas têm algum tipo de deficiência auditiva. Desses, apenas 37% têm alguma ocupação, segundo dados do Portal da Educação.

Esse percentual é baixo devido à várias carências e a acessibilidade é uma delas. E não estamos só dizendo de acessibilidade no sentindo mais conhecido, o da locomoção, estamos falando em situações de dificuldade em anunciar um produto no marketplace, por exemplo. Isso acontece devido à ausência de ferramentas voltadas para PCD's dentro da plataforma.

A falta de conteúdos adequados a essa população é um grande impeditivo para o seu empreendedorismo. Pensando nisso, a Brasil Startups, uma associação de startups e empreendedores do Distrito Federal, juntamente com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Distrito Federal, está oferecendo 250 acessos gratuitos a cursos de capacitação, com tradução em libras, voltados para pessoas com deficiência auditiva que buscam empreender.


O empreendedorismo entre pessoas com deficiência.
(Foto: Reprodução/Freepik)


Os cursos podem ser feitos por alunos cadastrados na Secretaria da Pessoa com Deficiência do DF, pessoas em situação de vulnerabilidade, pequenos produtores rurais, microempreendedores individuais, além de pessoas que querem aprender sobre gestão de pequenas empresas e empreendedorismo.

A ideia é capacitar pessoas com deficiência auditiva para dar a elas autonomia financeira e encaminhá-las para o mercado de trabalho, fomentando, assim, o empreendedorismo entre esse público.

A empresa responsável pela execução dos cursos é a CapacitaMPE e suas metodologias são desenvolvidas por assessores e professores especializados em gestão de negócios e empreendedorismo. Além disso, o modelo de aulas EAD facilita e inclusão e o atendimento à PCD's.

São ofertadas mais de 200 vídeo aulas, além de temas e questionários sobres os assuntos abordados durante os cursos.

Mas como posso mais sobre esses cursos e ter acesso a eles? É simples, basta acessar o site www.brasilstartups.org.

Foto destaque: O empreendedorismo entre pessoas com deficiência. Reprodução/Freepik 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo