Notícias

Papa Francisco defende diplomacia e chama guerra na Ucrânia de insensata

Em visita ao Cazaquistão, Papa Francisco discursa sobre guerra e critica o fortalecimento de blocos antagônicos, e afirma 'amplificar o clamor' de quem pede a paz no mundo.

3 min de leitura
14 Set 2022 - 21h40 | Atualizado em 14 Set 2022 - 21h40

No primeiro dia de sua viagem ao Cazaquistão, Papa Francisco fez uma defesa concludente sobre diplomacia e do diálogo como forma de resolução de conflitos, e menciona diretamente a guerra na Ucrânia, chamada pelo papa de “insensata e trágica”. A viagem durou 3 dias e teve como seu ponto alto uma reunião de líderes de várias religiões, que não contou com a presença do chefe da Igreja Ortodoxa russa.

Ao lado do presidente cazaque, Kassym-Jomart Tokayev, Papa Francisco declarou que os líderes internacionais devem permitir que os povos se entendam e dialoguem, e é necessário evitar a intensificação de rivalidades e o fortalecimento de blocos rivais. Para ele, o momento é de fortalecer a diplomacia, e não dar destaques às divergências.

Chego aqui em meio à insensata e trágica guerra originada pela invasão da Ucrânia, enquanto outros confrontos e ameaças de conflito põem em risco nossos tempos. Venho para amplificar o clamor de tantos que imploram pela paz, um caminho de desenvolvimento essencial para nosso mundo globalizado.” Afirmou o Papa, em discurso no Cazaquistão a capital, Nursultan.


Foto: vatican Media


Para Pontífice, é preciso reforçar o multilateralismo nas relações internacionais, para que seja intensificado o diálogo com todos, declaração essa que pode ser entendida como um pedido implícito para abertura de negociações diretas com a Rússia, tendo como objetivo de encerrar o conflito na Ucrânia. O Papa busca dialogar com Moscou e servir como um intermediário diplomático.

Ainda havia expectativa de que a Pontífice se encontrasse com o patriarca Cirilo de Moscou, líder da Igreja Ortodoxa russa, durante o congresso de Líderes de Religiões Mundiais e Tradicionais, principal motivo para sua visita ao Cazaquistão, Cirilo anunciou em agosto que não iria participar do evento, e enviaria uma delegação para representar sua igreja. O patriarca reproduz o discurso de guerra do Kremlin, afirmando que é uma luta contra os inimigos internos e externos da Rússia. Papa manteve sua agenda, apesar da ausência.

Esta será uma ocasião para encontrar muitos representantes religiosos e para dialogar como irmãos, animados pela vontade comum de paz, a paz pela qual o mundo está ansioso.” afirmou no domingo (11), durante celebração na Praça de São Pedro, no Vaticano.

No Cazaquistão, Papa Francisco fez elogios às reformas políticas iniciadas após a chegada do presidente Tokayev ao poder e ressaltou a diversidade étnica no Cazaquistão, com cerca de 150 grupos étnicos e mais de 80 idiomas, que compõem uma sinfonia extraordinária e que revelam a peculiar vocação que é a de ser um país de encontro.

 

Foto: Destaque\ Filippo Monteforte \ AFP. Reprodução: Vatican News

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo