Saúde

OMS pede ação “urgente e coordenada” contra a varíola dos macacos

Segundo a OMS, os casos da doença causada pelo vírus monkeypox triplicaram no continente europeu nas últimas duas semanas; 4,5 mil infecções foram confirmadas em pelo menos 31 países da região.

3 min de leitura
02 Jul 2022 - 17h00 | Atualizado em 02 Jul 2022 - 17h00

Os casos de varíola dos macacos na Europa triplicaram nas últimas duas semanas, causando certa preocupação nas autoridades sanitárias. Em comunicado divulgado nesta sexta-feira (1º) a Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu uma ação “urgente e coordenada” na região para conter a propagação do vírus.

O porta-voz da organização e Diretor Regional da instituição na Europa, Dr. Hans Henri P. Klug, afirmou que “a região europeia da OMS representa quase 90% de todos os casos confirmados globalmente em laboratório e reportados desde meados de maio, a ação urgente e coordenada é imperativa se quisermos mudar o rumo na corrida contra a propagação da doença”. Até o momento mais de 5 mil casos da doença foram registrados ao redor do mundo.

Ainda segundo o comunicado, 99% dos infectados na Europa são pessoas do sexo masculino com idades que variam entre 21 e 40 anos. Apesar de mulheres e crianças também serem parte dos infectados, a maioria dos casos registrados são de homens que fazem sexo com outros homens. Infecções entre membros de uma mesma família, heterossexuais e por contatos não sexuais também foram observadas.  Os sintomas apresentados pelos pacientes variam desde erupção cutânea, dores de cabeça, fadiga, febre, vômitos, dores musculares, calafrios e diarreia.

O Diretor Regional pediu as autoridades europeias mais vigilância e investimentos contra a doença, como o sequenciamento genético do vírus, o diagnóstico laboratorial e uma melhor comunicação entre estado e público em geral. “Hoje, estou intensificando meu apelo aos governos e à sociedade civil para que aumentem os esforços nas próximas semanas e meses para evitar que a varíola dos macacos se estabeleça em uma área geográfica ainda maior”, disse.

Com a rápida evolução da doença a “a comissão (de especialistas da OMS Europa) irá reconsiderar a sua posição (de emergência sanitária global) em breve”, destacou Klug.

Origem e vacinas


A vacina contra a varíola humana é eficaz contra a monkeypox. (Foto: Reprodução/Getty Images)


Descoberta em 1958 na Dinamarca, a varíola dos macacos ganhou esse nome por ter sido identificada pela primeira vez em pesquisas realizadas em macacos de laboratórios. A doença é endêmica em alguns países africanos, como a República Democrática do Congo, onde o primeiro caso humano foi registrado na década de 1970, e até maio deste ano infecções fora do continente africano eram consideradas raras. A taxa de mortalidade da doença é de até 10% dos casos; crianças e mulheres grávidas compõem o grupo de risco.

A vacina para a varíola humana se mostrou eficaz para a varíola dos macacos, mas outros tratamentos também foram aprovados contra a doença em 2019 e 2022, são eles a vacina MVA-BN e o tratamento com o medicamento tecovirimat.

Em junho deste ano a União Europeia fechou um acordo com a farmacêutica dinamarquesa Bavarian Nordic, responsável pela fabricação do composto, para a produção de 110 mil doses da vacina contra a varíola dos macacos. O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, outro país que registrou alta contaminação do vírus, informou nesta sexta-feira que o país solicitou a farmacêutica dinamarquesa mais de 2,5 milhões de doses da vacina para conter o surto da doença no território americano. Já a Alemanha, Reino Unido e outros países, iniciaram a vacinação na população considerada do grupo de risco.

Foto Destaque: Ilustração do vírus da varíola dos macacos. Reprodução: Maurizio de Angelis/Science Photo Library.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo