Saúde

O abuso de fone de ouvido na academia pode causar lesões auditivas

Outra ambiente que assemelha com academia é o transporte público: motor do veículo, saculejo da estrutura e o ambiente externo dificultam a compreensão da música.

3 min de leitura
01 Mai 2022 - 14h00 | Atualizado em 01 Mai 2022 - 14h00

Aliada dos exercícios físicos e tarefas de casa, o fone de ouvido nos acompanha para cima e para baixo com a promessa de deixar tais momentos menos penosos através da sonoridade adequada por cada um. Para os adeptos de academia e crossfit é comprovado cientificamente de quê operar os exercícios junto de uma trilha sonora estimulante é capaz de aumentar a intensidade e a duração dos treinos e tornar o esforço físico menor.

No entanto, a otorrinolaringologista Bruna Assis, que opera no Hospital Paulista, alerta para os perigos auditivos tendo em vista que ambiente de academia contém um som ambiente de música agitada, de ritmo constante e, às vezes, alta. Usuários acessam o estabelecimento com os seus próprios fones de ouvido sendo obrigados a aumentar o volume interno para que seja compreendido da música externa.

A especialista orienta para maneirar no volume e ressalta dizendo que sons acima de 85 decibéis é o suficiente para provocar lesões auditivas. Os fones de ouvido intra-auriculares ou headphones, com isolamento acústico, chegam a 115 decibéis, não se deve ouvir com mais de 2/3 do volume máximo. “Considerando que a academia costuma ser barulhenta, o ideal é usar o fone na metade do volume do aparelho”, completa a médica.


Atenção ao definir o volume na música. (Foto: Reprodução/ Freepix)


Assis enfatiza outra situação que o abuso do volume se assemelha ao ambiente de academia, o transporte público. Milhões de pessoas saem de suas casas todos os dias e pegam ônibus para ir trabalhar, o ambiente dentro do transporte público também é barulhento por diversos motivos: motor do veículo, buraco na via, saculejo da estrutura e o ambiente externo. Atenção deve ser redobrada, altura do volume na tentativa de compreender a música.

Cada modelo de fones de ouvido tem suas peculiaridades e o impacto das ondas sonoras pode ser incisivo sobre o tímpano. Os modelos headphones tem a vantagem de ficar um pouco mais distante do tímpano, mas a pressão na orelha pode causar desconforto. Estes modelos são maiores e vem com ou sem fio, geralmente funcionam por Bluetooth e são menos práticos para transportar. São os preferidos para atividades físicas, porque oferece um som de maior qualidade entre as notas graves e agudas e um ótimo isolamento acústico.

Já o modelo Earphone é muito próximo do tímpano e podem empurrar a cera para dentro da orelha e causar dor no ouvido. Este modelo cabe até no bolso e tem versões com e sem fio também, mas a qualidade do som não supera a do headphone, dependendo da marca do produto.

Para os marombeiros de plantão, não deve deixar acumular suor e gordura cutânea na superfície do aparelho, deixando acumular sujeira, bactéria e fungos.  O ideal é higieniza-los uma vez por semana com álcool 70% e um pano.

 

Foto Destaque: O uso de fone de ouvido em academia . Reprodução/ Pinterest

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo