Moda

Museu italiano processa a grife Jean-Paul Gaultier por uso indevido da pintura “Nascimento de Vênus”

A Gallerie degli Uffizi está entrando com um processo legal por direitos de uso da pintura renascentista de Sandro Botticelli. A grife francesa não teria pedido nem permissão nem pago o museu para devido uso comercial da pintura.

3 min de leitura
13 Out 2022 - 17h00 | Atualizado em 13 Out 2022 - 17h00

A Gallerie degli Uffizi, galeria de arte renascentista localizada em Florença, na Itália, está entrando com medidas legais devido ao uso indevido da pintura “O Nascimento de Vênus”, de Sandro Botticelli, para fins comerciais da marca Jean-Paul Gaultier. Por meio de um comunicado o museu afirmou que a grife francesa não entrou em contato para pagar nem para utilizar a pintura clássica renascentista.

“A conhecida marca de moda usou a imagem da obra-prima imortal que está no museu para criar algumas peças de vestuário, e as publicou também em suas redes sociais e site, no entanto, sem pedir permissão, sem concordar com as modalidades de uso e sem pagar os direitos, conforme expressamente exigido por lei.” Disse o museu italiano.

As peças produzidas com a pintura de Botticelli fazem parte de uma coleção cápsula lançada em abril deste ano. Intitulada “Le Musée” a coleção de peças foi curada pelo estilista Jean-Paul Gaultier e ainda usa de outras pinturas consideradas clássicas como “A Criação de Adão” de Michelangelo.


Confira a coleção cápsula "Le Musée" de Jean-Paul Gaultier


Devido ao uso irregular da obra de arte o departamento jurídico do museu italiano agiu “enviando à empresa de moda uma carta ordenando a retirada das peças de vestuário com a imagem da Vênus do mercado ou, na ausência disso, entrar em contato com o museu assim que possível para firmar o acordo comercial necessário

Ainda no comunicado, a galeria de arte florentina informou que o uso comercial sem autorização da obra-prima infringe o Código de Patrimônio Cultural italiano, que prevê pagamento de taxa para uso comercial de uma obra gráfica.

A Gallerie degli Uffiz fez o pedido para que as peças lançadas pela grife francesa, que produziu camisetas e calças com a pintura italiana, retirasse do mercado os itens produzidos e regularizasse por meios legais o uso comercial da obra renascentista que incluem o pagamento de taxas.

A marca Jean-Paul Gaultier ainda não se posicionou publicamente sobre o caso e também não respondeu ao pedido do museu de cancelamento de novas vendas e indenização a favor da Gallerie degli Uffizi.

Foto Destaque: Reprodução/Instagram

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo