Saúde

Mulheres com questões de saúde mental relutam em buscar ajuda, segundo pesquisa realizada nos EUA

Dados da pesquisa evidenciam os motivos que levam mulheres a não buscarem ajuda. A divulgação dos números reforça a importância de se falar sobre saúde mental

3 min de leitura
13 Mai 2022 - 17h10 | Atualizado em 13 Mai 2022 - 17h10

Números de uma pesquisa nacional realizada nos Estados Unidos alerta para a saúde mental das mulheres. Duas em cada três pacientes mulheres diagnosticadas com ansiedade ou depressão dizem ter chegado ou estar à beira do limite. Entre as mulheres sem diagnóstico, quatro em cada dez afirmam também estar a beira de um colapso mental. Em contrapartida, 51% esperam até um ano antes de buscar um tratamento específico e seis em cada dez relatam que a questão foi ignorada ou minimizada por parceiros, amigos e/ou familiares. O estudo foi realizado no período de fevereiro a março pelo GeneSight Mental Health Monitor, ligado à Myriad Genetics e traz a informação que um dos principais motivos da relutância em buscar tratamento está associado à forma como os problemas mentais são vistos por pessoas próximas ao paciente. 


Terapia - uma das formas de tratamento para questões relacionadas a saúde mental (Foto:Reprodução/UOL)


Doenças mentais ainda são tratadas como tabu, apesar dos avanços em relação aos estudos e diálogos sobre os temas ligados ao assunto. É fundamental para o paciente - independente de já ter o diagnóstico ou não - o apoio da rede familiar para que o mesmo procure ajuda. É através do diagnóstico que o paciente encontrará o tratamento adequado, porém é necessário que o mesmo dê o primeiro passo em busca da melhoria da saúde mental e qualidade de vida - diretamente afetada dependendo do quadro ou causa direta do problema

Dados da pesquisa ainda trazem as seguintes informações relacionadas a relutância na busca de ajuda especializada: 60% das entrevistadas consideravam que era uma fase/ problema passageiro e que conseguiriam resolver a questão sozinha, 50% não queria compartilhar sobre as dificuldades enfrentadas, 31% não queria fazer o uso de medicação - possivelmente prescrita dependendo do caso, 26% alegou não poder arcar com os custos financeiros do tratamento e 18% disse não ter tempo

Embora o estudo seja dos Estados Unidos, a realidade de problemas relacionados a saúde mental é mundial - principalmente após a pandemia da Covid-19 que afetou a todos. Independente do gênero e país, buscar por ajuda é fundamental. 

Foto destaque: Mulheres. Reprodução/Site elas que lucrem 

 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo