Moda Tie Dye: tendência resgatada dos anos 70

Publicado 02 de Dec de 2020 às 15:38

O fenômeno tie dye que tanto foi consumido no ano de 2020, diferente do que muitas pessoas acreditam, não é uma tendência recente. Esse estilo se popularizou nos anos 70 com a trajetória do movimento hippie e a estampa desse vestuário acabou se transformando em uma mensagem com o significado de “paz e amor”.

Por conta da pandemia de Covid-19 e a necessidade do isolamento social, o tie dye foi resgatado do desejo de se usar o tempo livre em casa para a criação de algo novo. Nada melhor do que unir o útil ao agradável e poder desenvolver a própria estampa de roupa.

 


 

 João Guilherme. (Foto: Reprodução/Instagram)

 


 

No início do ano essa moda começou a ser consumida em massa por um público mais jovem. Mas por conta da procura e as inúmeras ideais de mercado consumidor, diversas linhas e marcas lançaram suas coleções com estampa para todas as idades e o que não faltou foi público.

Por ser um tipo de estilo que o processo pode ser feito em casa e com poucos utensílios, a imaginação é a principal característica para arrasar na hora da produção. O uso de cores vibrantes e a técnica de tingimento com amarrações para um efeito melhor são os pontos primordiais para que esse processo seja tão interessante.

 


 

Camila Coutinho. (Foto: Reprodução/Instagram)

 


 

Além disso, o tie dye combina com qualquer estilo e ocasião. As peças podem ser usadas para uma saída ao shopping, pode ser um pijama, um conjunto de moletom para época de frio, para roupas de banhos como biquíni, sunga ou maiô e até para acessórios como chapéu e boné.

Leia mais: Combine seu All Star com qualquer look

É importante destacar que por conta dessa tendência resgata e a facilidade para se produzir peças tie dye, esse fenômeno acabou se tornando uma fonte de renda essencial para muitas pessoas que encontraram dificuldades no ano de 2020 e que optaram por investir nesse segmento.

 

(Foto Destaque: Blusa Tie Dye. Reprodução/Foto de Vital1na no Pexels)

Deixe um comentário