Tech

Meta lança programa que visa promover a diversidade no ambiente digital

O Desafio RAP é um programa exclusivo do Brasil, onde 56% da população se considera preta ou parda. "É possível promover mais diversidade, oportunidades e inclusão", diz gerente da Meta.

3 min de leitura
20 Mai 2022 - 14h51 | Atualizado em 20 Mai 2022 - 14h51

A Meta, holding que controla Facebook, Instagram e WhatsApp, anunciou na última quinta-feira (19) o lançamento do Desafio RAP, “Realidade Aumentada na Pele”. O programa, que é exclusivo do Brasil, tem o objetivo de impulsionar iniciativas que aumentem a diversidade dentro do metaverso da empresa.

O Desafio RAP vai oferecer treinamento e premiações para projetos que aumentem a presença e melhorem a representação de pessoas pretas dentro do metaverso da Meta. Atualmente, 56% da população brasileira se considera preta ou parda, porém, ainda é pouco representada em avatares e filtros. Mundialmente, mais de 700 milhões de pessoas usam filtros de realidade aumentada através dos aplicativos Facebook e Instagram. O Desafio RAP procura diminuir as lacunas de inclusão e diversidade dentro do ambiente digital.

Segundo o gerente de parcerias estratégicas da Meta na América Latina, Erick Portes Martins, “é preciso criar oportunidades de forma intencional e o Desafio RAP nasce como uma forma de abrir mais portas para a comunidade negra no universo de realidade aumentada. A iniciativa tem como premissa que ao incluir, educar e desenvolver mais criadores negros de RA, é possível promover mais diversidade, oportunidades e inclusão para esse grupo no ambiente digital”. 

A duração do programa é de um ano, com a primeira fase sendo de Educação, a segunda fase do Desafio, e a terceira fase de Premiação.


Projeto de realidade aumentada focado na comunidade negra. (Foto Divulgação/Meta)


Os embaixadores serão Lucy Ramos e Esdras Saturnino e parte do júri da premiação contará com Nathalia Carneiro, do Geledés Instituto da Mulher Negra, e empresas aliadas da diversidade como Ambev, Grupo Boticário, L’Oréal e Magazine Luiza. Os filtros serão avaliados e escolhidos baseando-se no pensamento e desenvolvimento exclusivo para a comunidade negra.

Os jurados vão escolher em junho os 200 primeiros criadores de filtros negros que inscreverem os melhores trabalhos, baseando-se nos critérios de engajamento, criatividade, sofisticação e a aplicabilidade para usuários e negócios.

Na terceira fase, de Premiação, os 10 melhores no ranking serão premiados com uma bolsa de estudos e equipamentos para continuar trabalhando na criação de um ecossistema de realidade aumentada mais inclusiva no Brasil.

 

Foto destaque: Desafio RAP é o lançamento da Meta no Brasil. Reprodução Divulgação/Meta.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo