Notícias

Márcio França será candidato ao Senado Federal segundo aliados

O Ex-governador já informou sobre sua decisão para o seu partido (PSD), e a confirmação da desistência deve ser anunciada oficialmente no sábado. Segundo aliados, França se unirá com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Diadema.

3 min de leitura
05 Jul 2022 - 19h27 | Atualizado em 05 Jul 2022 - 19h27

O ex-governador de São Paulo, Márcio França, teria desistido da sua candidatura como governador para tentar vaga no Senado Federal por São Paulo. A expectativa é de que o anúncio oficial seja feito nesse final de semana, ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Na semana anterior, França já teria sinalizado uma possibilidade de não ser mais candidato ao governo paulista, e que existia uma possibilidade de se unir ao candidato Fernando Haddad, também ex-governador de São Paulo.

Com a saída do juíz Sérgio Moro(União Brasil) e José Luiz Datena (PSC) da disputa ao Senado Federal por São Paulo, teria ficado mais fácil e muito promissor ao pessebista ser candidato. Para firmar a aliança, dirigentes petistas se comprometeram em não apoiar outro nome ao Senado Federal por São Paulo na chapa de Fernando Haddad.


Márcio França e Fernando Haddad. (Foto/Reprodução/RevistaForum)


Já França aguardava um eventual apoio do PSD à candidatura petista, o que abriria espaço ao partido para indicar os postos de destaque. Mas a sigla de Gilberto Kassab, no entanto, deve apoiar diretamente Tarcísio Freitas (Republicanos) para o governo de São Paulo, o que fez Márcio França consolidar a sua decisão pelo Senado Federal.

Esse acordo foi firmado em um almoço entre Márcio França, Fernando Haddad, Lula e seu colega de chapa, Geraldo Alckmin, no domingo (3). França alegou que desistiu da candidatura por Fernando Haddad ser o favorito nas pesquisas de forma disparada. 

Segundo o Datafolha, Fernando Haddad bate com 48% dos votos válidos Garcia e Tarcísio nas eleições, cada um têm 18,5% cada nas intenções de votos para o governo paulista. O atual governador Rodrigo Garcia (PSDB) e o ex-ministro Tarcísio de Freitas (Republicanos), disputariam o segundo lugar, mas ambos com 13% da preferência do eleitorado cada, o que configura 18,5% dos votos válidos. Com esses números, o petista estaria muito próximo de uma vitória no 1° turno com bastante folga.

Foto Destaque : Márcio França. Foto/Reprodução/G1

 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo