Notícias

MPF-DF pede abertura de inquérito contra diretor-geral da PRF

Pedido é para que a conduta da corporação seja apurada desde o dia da eleição, quando foram feitas operações no Nordeste, até a atuação dos agentes nos bloqueios em rodovias.

3 min de leitura
02 Nov 2022 - 19h25 | Atualizado em 02 Nov 2022 - 19h25

Nesta quarta-feira (02) o MPF (Ministério Público Federal) pediu que seja instaurado um inquérito policial para investigar a conduta do diretor-geral da PRF (Polícia Rodoviária Federal), Silvinei Vasques, desde dia do segundo turno das eleições, que ocorreram no último domingo (30).

De acordo com o MPF-DF, o inquérito policial deverá investigar a atuação da PRF no próprio dia das eleições, quando ocorreram as operações em todo o país, e também ao combate dos bloqueios que foram iniciados após a derrota do presidente em exercício Jair Bolsonaro (PL) na disputa presidencial contra Lula (PT).

O pedido do inquérito foi apresentado à Polícia Federal após representação formulada por subprocuradores-gerais da República, integrantes das Câmaras de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal, recebidas pelo MPF na última terça-feira (01).

O objetivo é apurar se a PRF, sob o comando do diretor-geral, respeitou a lei com as operações realizadas no dia da eleição ou se essa conduta, de alguma maneira, integraram uma ofensa ao livre exercício do voto por parte dos cidadãos. A grande maioria das operações foi realizada no Nordeste (região em que Lula, presidente eleito, teve sua votação mais expressiva)

Segundo a CNN, em comunicado a MPF diz: “É que, conforme amplamente divulgado na imprensa, as blitze praticadas pela polícia não atenderam à ordem do Tribunal Superior Eleitoral que proibiu tais práticas no dia das eleições, e teriam sido executadas sob orientação de ofício expedido pelo Diretor-Geral da PRF” afirmou.


Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro fazendo protestos antidemocráticos na pista da rodovia Castelo Branco, na altura do KM 26, na entrada de Barueri. Reprodução: Folha de São Paulo.


Além disso, em relação aos bloqueios registrados no país até o momento, o MPF também pede que Silvinei seja investigado por uma possível omissão no combate a essas manifestações.

Ainda de acordo com a CNN, MPF diz “A investigação requisitada pelo MPF neste feriado também verificará se houve omissão do Diretor-Geral da Polícia Rodoviária Federal em relação aos bloqueios criminosos de rodovias que estão ocorrendo em todo o país desde a divulgação do resultado das eleições. É que o fato pode caracterizar os crimes de prevaricação e participação por omissão nos crimes praticados pelos invasores das rodovias”, declarou

Apoiadores de Bolsonaro têm bloqueado, nos últimos quatro dias, rodovias em diversos estados do Brasil, provocando congestionamentos e dificuldades de abastecimentos em várias cidades.

Foto Destaque: Diretor-Geral da PRF, Silvinei Vasques. Reprodução: EBC.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo