MC Carol estrela primeira capa de moda e lança novo single

Publicado 15 de Jan de 2021 às 23:48

Quem disse que precisa estar dentro dos padrões para estrelar uma capa de revista de moda? MC Carol mostrou que não é necessário. A cantora se tornou capa de moda na edição da Revista Elle focada em beleza. Ela contou sobre a sua história, sobre falta de representatividade e a alegria de estar finalmente em uma revista de moda, algo que há um tempo atrás parecia impossível para ela. Ela aproveitou também para falar sobre seu novo single, ''Levanta Mina''.

A cantora e compositora, de 27 anos, se arrepiou ao dar a entrevista. Ela fala sobre a importância de colocar uma mulher como ela na capa de uma revista. ''Ao colocarem uma mulher como eu numa revista, vocês estão mandando uma mensagem para o mundo muito importante'', disse.

Desafiando padrões desde cedo, Carolina de Oliveira Lourenço, nasceu no Morro da Providência, em Niterói, no Rio de Janeiro. Na infância, diz que o momento mais difícil foi na escola, onde sofreu racismo. ''A escola é muito dura pra uma criança preta e pra uma criança gorda, sabe? Quando você é criança, você não entende por que é excluída, maltratada, apelidada. Quando te explicam os motivos, quando você entende que é por causa da sua cor, do seu corpo, você fica sem chão'', diz. A artista precisou enfrentar a vida adulta de forma precoce, quando foi expulsa de casa aos 14 anos, após a morte do avô. Aos 16, já estava vivendo da música. Ela relata ter sido ''salva pelo funk''. ''Achavam que eu não ia viver muito. Pessoas da minha família diziam que eu não passava dos 15. Eu acredito que o funk salvou a minha vida''.

Leia Mais: Demi Lovato lança documentário sobre saúde mental e overdose no YouTube


MC CarolMC Carol diz acreditar que o funk salvou sua vida (Reprodução/Vivi Bacco/Revista Elle Brasil)


Em relação a autoestima, MC Carol conta que o funk a fez se sentir mais bonita. ''Dentro de casa, foi ensinado pra mim que eu era bonita. Meu avô sempre conversou comigo e dizia que eu tinha que ter orgulho da minha cor, de mim, que eu era bonita.[...] Na escola, quem acertasse mais questões de matemática, ia ser a noivinha da quadrilha, e eu fui a que pontuei mais. Chegando no dia da apresentação, o menino escolhido para ser o noivinho não apareceu, pois ele tinha que dançar comigo. Fora de casa, foi me passado que eu era uma criança feia, entende? Eu nunca me senti valorizada, uma mulher valorizada. Sempre procurei esconder meu corpo com roupas mais largas, roupas masculinas. Quando comecei a cantar funk e botar muita coisa pra fora em cima do palco, comecei a me sentir mais bonita''.

Sobre os desafios na carreira, ela diz não se sentir valorizada. ''Eu acho que a gente não é valorizada. Tem um rio muito grande que separa artistas brancos de artistas pretos. Nós não temos as mesmas oportunidades. A gente não é valorizada igual'', diz. ''As influenciadoras brancas recebem X as influenciadoras negras recebem Y. Não precisa ser muito inteligente pra saber que existe um grande rio que nos separa. Acho que a maior dificuldade é a falta de reconhecimento'', conclui.

Nessa sexta-feira (15), MC Carol lançou seu novo single, intitulado ''Levanta Mina''. Na letra da música, Carol fala sobre a falta de representatividade. ''É difícil se amar sendo excluída, olhar pra TV e ainda ver paquita. Cadê as gay, cadê as preta, cadê as gorda na capa de revista'', questiona a canção.

Ainda em entrevista à Revista Elle, a MC contou sobre a produção da música. ''Em primeiro lugar, eu escrevi essa música pra mim. Pra quando eu estiver triste e pra baixo. Eu acho que a música tem muito poder: tem música que faz a gente sorrir, que deixa a gente mais alegre... Escrevi essa música pensando sobre tudo que passei desde muito nova. Sempre fui gorda e fora dos padrões, então acho que essa música foi pensando em toda uma vida''.


 

Mc Carol lança single sobre empoderamento e representatividade (Reprodução/ Yotube Mc Carol Oficial)


(Foto destaque: ''MC Carol estrela primeira capa de moda e lança novo single''. Reprodução/Instagram)

 

 

 

 

Deixe um comentário