Luísa Sonza é processada devido rompimento de contrato com a Chantilly Produções

Publicado 29 de Apr de 2021 às 16:22

A Chantilly Produções Artísticas está processando a cantora Luísa Sonza por não cumprir shows na agenda de 2021, que renderiam R$405 mil. Luísa cancelou as apresentações devido a pandemia de Covid-19, além disso ela rompeu o contrato com a produtora em outubro do ano passado através de um telegrama. A artista ainda não foi notificada, pois a Chantilly solicitou a redistribuição da ação. A produtora está pedindo indenização de R$470 mil, além da indenização, ela quer cobrar o valor pendente das comissões. O processo estava prosseguindo na 30ª Vara Cível do Foro Central e passou para o Foro Regional de Santo Amaro.

 

A empresa tinha vínculo com a cantora desde 17 de julho de 2019 e alega que se surpreendeu com o cancelamento dos shows, pois atendeu todas as exigências de Sonza durante a pandemia, inclusive arcou com os custos da estrutura montada para atender todos os interesses da cantora. A Chantilly afirma que procurou alternativas de shows e compromissos sem que gerasse qualquer custo financeiro à cantora. 


Rodrigo Sant'Anna recebe indenização de quase R$ 100 mil da RedeTV!

Ex-jogador da NFL Geno Hayes morre aos 33 anos

André Marques conta sobre o reality "No limite" e da saudade de Tom Veiga


Seriam 8 shows para acontecer entre os meses de janeiro à junho e estavam previsto para acontecer nos dias 25 de janeiro em São Paulo, 15 de fevereiro em Barretos, 6 de março em Novo Hamburgo, 13 de março em São Paulo, 5 de junho em Uberaba, 9 de junho em Brasília, 11 de junho em Vinhedo e 26 de junho em Porto Alegre, rendendo o valor de R$405 mil.

 

O cachê da cantora girava em torno de R$40 a R$60 mil e segundo a empresa ela teria se comprometido em realizar os shows vendidos. A Chantilly tem todos os contratos que firmou com os contratantes, que podem ser usados como provas contra a cantora, alegando o descumprimento dos shows. 


Cantora Luísa Sonza - (Foto: Reprodução/Twitter)


A assessoria de imprensa da Chantilly Produções procurou o site Metrópoles e disse que o motivo pelo qual a Luísa Sonza cancelou o contrato válido por 3 anos foi por não terem conseguido atingir a meta de vendas de shows durante a pandemia. Ela estava cobrando a empresa pelas performances pelo Brasil, porém a produtora alegou que não pode acontecer os shows devido ao decreto que impedia qualquer fim que gerasse aglomerações. Sendo assim, a empresa alega estar processando devido ao rompimento de contrato e que os shows que estavam marcados já haviam sido remarcados e que a cantora cancelou os shows após o rompimento de contrato.

 

 

 

(Foto destaque: Luísa Sonza é processada pela Chantilly Produções. Reprodução/Instgaram)

Deixe um comentário