Cinema/TV

King Richard: Criando Campeãs chega ao HBO Max

O novo filme de Will Smith, chega no HBO Max, inspirado em uma história real o longa King Richard: Criando Campeãs, pode finalmente render o tão esperado oscar para o ator.

3 min de leitura
08 Jan 2022 - 09h00 | Atualizado em 08 Jan 2022 - 09h00

Um dos filmes mais esperados do ator Will Smith, King Richard: Criando Campeãs, finalmente chegou no catálogo do HBO MAX, no dia 7 de janeira, nessa última sexta-feira. No Brasil, o filme teve estreia nos cinemas em 2 de dezembro, saindo das telonas direto para as telinhas eletrônicas.

Na trama, inspirada em uma história real do meio esportivo, Smith vive a pele de Richard Williams, pai de duas atletas mirins, Venus e Serena, percebendo o grande potencial das filhas, Richard decide treiná-las da sua maneira inusitada.


Foto: Cartaz do filme (Reprodução/WanerBros)


Ademais, o longa conta com as atuações de Saniyya Sidney, que já participou de Um Limite entre nós, Demi Singleton, que estrelou em Godfather of Harlem, e nesse filme farão os papéis das duas atletas, Aunjanue Ellis, uma das atrizes da série Lovecraft Country, será a mãe das protagonistas, Jon Bernthal, que já atuou em  Justiceiro, será o treinador.

O roteiro foi escrito por Zach Baylin, que já roteirizou Creed II e King Richard, além de outros trabalhos. O roteirista aparenta ter um trabalho estável, e é bem-visto no meio artístico. Na direção, temos Reinaldo Marcus Green, que também dirigiu Monsters and Men. O direto já recebeu indicações de vários prêmios, como, por exemplo, Satellite Awards.

Atualmente, King Richard: Criando Campeãs, está avaliado em 7,6 no site IMBD e 70% no Rotten Tomatoes, dois sites referência na avaliação de filmes. Baseado nas  notas, podemos dizer ser um filme bom, um pouco acima da média, que garante ao espectador um bom entretenimento.

Contudo, o filme pode render o primeiro Oscar para Will Smith, e o ator já está na disputa pelo Globo de Ouro por causa desse papel. Em anos anteriores, Smith já recebeu indicações por À procura da felicidade, mas acabou perdendo.

O longa tem a duração de 2 horas e 24 minutos, com classificação etária de 12 anos.

Foto em destaque: Imagem de divulgação do filme (Reprodução/WanerBros)

LEIA MAIS

Deixe um comentário