Notícias

Juíza concede perito especial no caso de Trump

Nesta segunda-feira do dia 5 de setembro, a juíza Aileen Cannon (que foi nomeada pelo próprio Trump em 2020), concedeu o direito de um perito especial na revisão dos registros apreendidos na casa de Donald Trump.

3 min de leitura
05 Set 2022 - 20h07 | Atualizado em 05 Set 2022 - 20h07

Nesta segunda-feira (5), uma juíza dos Estados Unidos concedeu nomear um perito especial para que revisse os registros que foram apreendidos pelo Departamento Federal de Investigação, FBI, durante uma busca sem precedentes na casa de Donald Trump, localizada na Flórida. Essa medida pode tardar a investigação que está em andamento no Departamento de Justiça.


Donald Trump

Donald Trump. Foto Reprodução: Twitter


Aileen Cannon, juíza que decidiu em West Palm Beach, na Flórida, e que foi nomeada pelo ex-presidente Trump em 2020, meses antes de deixar o posto. O tribunal permitiu a nomeação do perito especial para rever itens pessoais, como documentos e materiais que possam estar sujeitos a alegações de privilégio advogado-cliente. A ordem concedida por Cannon autoriza que as autoridades de inteligência dos Estados Unidos  procedam a uma revisão de prejuízos para a segurança nacional na investigação. 

O ex-presidente alegou que o Departamento de Justiça lançou uma “caça às bruxas partidária” contra ele. Os advogados de Trump disseram que seria uma verificação muito importante nomear uma terceira pessoa para a análise de todos os materiais.

A investigação se dá por Trump ter removido registros do governo, entre eles alguns definidos como “altamente confidenciais”, logo depois de ter deixado o cargo, em janeiro de 2021, e está armazenando estes registros em uma das suas propriedades em Palm Beach, uma casa de Mar-a-Lago. 

Além disso, o Departamento de Justiça também está investigando a provável obstrução, após o FBI ter descoberto indícios de que o time de Trump pode ter escondido alguns documentos confidenciais no momento em que as autoridades tentaram resgatar no mês de junho.No mesmo período, dia 3 de junho, agentes de Trump afirmaram de forma adulterada que haviam feito uma severa busca e devolvido tudo que tinham de material confidencial do governo. Porém, depois o FBI restaurou por volta de 33 caixas com mais de 11 mil fotografias e registros do governo, além de mais de 100 registros dados como confidenciais.

Somente após duas semanas, no dia 8 de agosto, os advogados de Trump recorreram ao requerimento de um perito especial. 

Foto destaque: Donald Trump. Reprodução: Twitter.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo