Esportes

João Lucas Alves e Rayssa Leal faturam o STU Open Rio

Os brasileiros deram show nas finais do STU Open Rio, na Praça do Ó. No masculino, pódio 100% brasileiro. No feminino, Rayssa Leal e Pâmela Rosa disputaram o título até a última manobra.

3 min de leitura
17 Out 2022 - 02h02 | Atualizado em 17 Out 2022 - 02h02

O último dia de STU Open Rio foi marcado por grandes momentos entre os brasileiros que estavam disputando as finais. Primeiro no Street Masculino, onde o pódio foi completamente brasileiro. Depois, a Fadinha Rayssa Leal confirmou seu favoritismo e desbancou Pâmela Rosa, que ficou em segundo. A australiana Chloe Covell completou o pódio.

Xuxu faz história e vence o STU Open Rio pela primeira vez

João Lucas Alves, o "Xuxu", continua apresentando espetáculo nas pistas de skate ao redor do mundo. Uma semana após ganhar o bronze nos Jogos Sul-Americanos, no Paraguai, o brasileiro deu show no Rio de Janeiro e faturou o troféu do STU Open Rio. Xuxu não tomou conhecimento de grandes nomes do skate atual, como o vice-campeão olímpico Kelvin Hoefler, que acabou terminando na terceira posição. A "prata" ficou com Ivan Monteiro, fazendo um pódio completamente brasileiro.

Na primeira volta, os brasileiros foram bem, mas sabiam que poderiam ser melhores na sequência. Giovanni Lima foi o primeiro brasileiro a aparecer na pista da Praça do Ó para a final, mas acabou cometendo alguns erros que fizeram sua nota cair para 7.52. Xuxu foi o segundo brasileiro do dia e já caiu nas graças da torcida logo de primeira, fazendo uma grande volta e alcançando a nota 8.9, indo diretamente para a liderança. 



João Lucas Alves, o Xuxu, em ação no STU. Foto: Pablo Vaz/STU


Kelvin Hoefler desceu para a pista mas acabou cometendo alguns erros que fizeram sua nota cair para 7.48. Logo depois, Ivan Monteiro fez uma grande volta, conseguiu uma excelente nota de 8.54 e subiu para a segunda colocação. O último brasileiro a executar sua volta na primeira bateria foi Filipe Mota, que também fez uma boa volta e terminou com 8.31, na terceira colocação.

Os destaques da segunda bateria ficaram por conta de Jake Ilardi, que conseguiu uma volta quase perfeita, com a nota final de 9.16, saindo da lanterna para a liderança da competição. Entre os brasileiros, a melhor nota foi de Ivan Monteiro, que conseguiu aumentar ainda mais sua nota, com um 8.93.

Após as duas baterias, a decisão foi para sua parte final, onde os skatistas tinham cinco tentativas para fazer suas melhores manobras, com as duas melhores notas sendo somadas ao total da pontuação. João Lucas Alves brilhou novamente, com um 9.22, na sequência, Kelvin Hoefler acertou em cheio e anotou um 9.14, subindo o nível da final.

A quarta tentativa dos skatistas foi o ápice da competição, onde foram registradas as maiores notas da final. Primeiro, Giovanni Viana colocou um 9.39 na sua conta. Depois, Kelvin Hoefler conseguiu superar a nota anterior, marcando um 9.54 e garantindo de momento a segunda posição.


 
Ivan Monteiro, João Lucas Alves e Kelvin Hoefler no pódio do STU. Foto: Reprodução/STU


Na quinta volta, Xuxu ainda tinha alguns atletas que poderiam lhe tirar o campeonato, mas ele conseguiu acertar mais uma manobra e garantir o título. Ivan Monteiro também conseguiu uma boa nota e garantiu a segunda colocação. Kelvin Hoefler errou sua última trick e acabou em terceiro. 

Embalada pela torcida, Rayssa Leal vence pelo Street Feminino

Já no começo da noite, foi a vez das meninas ganharem a pista da Praça do Ó, na Barra da Tijuca. Apesar de termos muitas jovens na fianl, a experiência de todas elas foi fundamental para termos uma reta final de disputa espetacular, o que levou a torcida à loucura. Entre as brasileiras, a primeira a descer foi Marina Gabriela, que acabou errando algumas manobras em sua linha e terminoucom um 4.5. Depois, foi a vez de Gabriela Mazetto, atual campeã brasileira de skate, que ficou com 4.73 em sua primeira volta.

O melhor da primeira bateria ficou para o final, com Chloe Covell, Pâmela Rosa e Rayssa Leal. Primeiro, Chloe anotou uma grande volta, totalizando 6.63, mas Pâmela não deixou barato e conseguiu mais alguns décimos e ficou com 6.75, assumindo a liderança. Por último veio Rayssa Leal, que não deixou o sarrafo diminuir e anotou um 6.65, ficando com a segunda colocação de momento. Na segunda volta, apenas três competidoras conseguiram melhorar suas notas: Bruggman, Gabriela e Rayssa, que fizeram 5.6, 5.29 e 6.7, respectivamente



Rayssa Leal executa manobra antes da final do STU. Foto: Julio Detefon/STU


Após as duas voltas, se iniciou a parte final do evento, onde as atletas tinham apenas uma manobra por fazer. Com isso, a disputa entre Rayssa e Pâmela se intensificou. Rayssa conseguiu um 6.43 e assumiu a ponta, deixando Pâmela em segundo, com um 5.5. Na segunda tentativa, Rayssa acertou novamente, conseguiu um 6.84 e abriu frente na disputa. Na terceira manobra, melhor para Pâmela, que acertou e conseguiu um 6.57, colocando fogo na disputa pela liderança. Gabi Mazetto também conseguiu uma boa manobra e anotou um 5.21.



Pâmela Rosa, Rayssa Leal e Chloe Covell formaram o pódio do Street Feminino. Foto: Jorge Silva


Rayssa Leal acabou guardando seu melhor para a quarta volta, quando recebeu um 7, a maior nota do final de semana. Na quinta tentativa, muitas atletas tentaram fazer manobras complicadas e acabaram errando, fazendo com que o pódio continuasse o mesmo, com Rayssa Leal em primeiro, Pâmela Rosa em segundo e Chloe Covell em terceiro.

Foto Destaque: João Lucas Alves e Rayssa Leal, campeões do STU Open Rio. Reprodução/STU

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo