Jamie Spears acusa Lynne Spears, mãe de Britney, de explorar traumas da filha

Publicado 27 de Apr de 2021 às 16:33

Os pais de Britney Spears, Jamie Spears, de 68 anos, e Lynne Spears, de 65, estão em uma batalha na justiça que parece estar longe do fim. Nesta terça-feira (27), Jamie rebateu as acusações de Lynne contra si, a acusando de explorar a dor e o trauma da própria filha, através de documentos judiciais.

A mulher questionou o valor solicitado pela equipe do ex-marido, referente ao pagamento de honorários advocatícios. De acordo com a revista People, o escritório que representa Jamie Spears, o Holland & Knight, pediu a anulação do processo.

A taxa de U$ 890 mil, equivalentes à R$ 4,8 milhões, cobrados por um período de quatro meses de trabalho por parte do escritório, intrigou a mãe de Britney, segundo ela, o valor é “substancialmente desproporcional”.


Britney com seus pais, Jamie e Lynne Spears (Reprodução/ Folha de São Paulo/ E! Online)


A empresa afirmou que as acusações de Lynne têm “viés de evidências”, e relata que o valor pago a eles decorre de “questões de mídia”. Além disso, eles ainda contaram que Jamie é um pai “extremamente amoroso”.

Apesar de não ter nenhum envolvimento com a tutela de sua filha nos últimos anos, Lynne Spears está fazendo reinvindicações como se fosse uma parte diretamente envolvida no litígio [o que ela não é]",  declara o documento.

Os advogados do pai da artista ainda afirmam que Lynne não está “agindo no melhor interesse” de Britney, e que ela “não tem conhecimento” sobre as taxas cobradas por eles. “A matemática de Lynne Spears de dividir as taxas totais por quatro, é ridícula!”, iniciam.

“Desmente sua ignorância sobre a natureza complexa do Conservatorship Estate e as questões que precisavam ser abordadas pela H&K para uma defesa adequada do sr. Spears de alegações capciosas que ameaçaram manchar sua reputação como um pai amoroso e atencioso que não tem nada a esconder”.


Pabllo Vittar está noiva? Cantora revela o mistério por trás do assunto

Izecson Pereira, pai de Kaká, recebe alta após 40 dias internado com Covid-19

Breno Simões sobre Paula Amorim em 'No Limite': “Vão se surpreender”


O escritório segue dizendo que Jamie “foi leal e extremamente amoroso com sua filha, procurou protegê-la e administrar suas finanças para que ela pudesse viver do jeito que ela quer” e atacou Lynne, a acusando de ter explorado a cantora.

“Embora o tutor e seu advogado tenham sido muito cautelosos, limitados e atenciosos ao lidar com a mídia, Lynne Spears é quem explorou a dor e o trauma de sua filha para fins pessoais e lucrar com a publicação de um livro sobre a  cantora”, disseram em relação ao livro “Through the Storm”, escrito pela mãe da cantora no ano de 2008.

(Foto destaque: Jamie Spears acusa Lynne Spears, mãe de Britney, de explorar traumas da filha. Reprodução/Quem)

 

Deixe um comentário