Tech

James Pearson relatou que não só carros Tesla, como também fechaduras bluetooth são propensas a serem rackeadas.

Vale ressaltar que o NCC Group falou que o fator que torna esses dispositivos propensos à invasão, não está relacionado a um problema rotineiro que com a utilização de um patch de software poderia ser solucionado.

3 min de leitura
18 Mai 2022 - 21h38 | Atualizado em 18 Mai 2022 - 21h38

Uma companhia de segurança cibernética relatou nesta terça-feira que as incontáveis fechaduras digitais utilizadas no mundo, o que não descarta também os carros de Tesla, são extremamente vulneráveis, e podem, ser destravadas por via remota através da ação dos hackers que procuram meios de acessar a tecnologia bluetooth.

O estudioso que é inserido no NCC Group Sultan Qasin Khan, propagou um vídeo junto à Reuters, no qual ele explica que realmente pôde não só abrir, como também dirigir um Tesla, por meio de um minúsculo aparelho de retransmissão que ligado a um laptop completou um enorme espaço existente  entre o Tesla e o aparelho telefônico do proprietário do Tesla.

Segundo a empresa, a  maior comprovação de que um produto atrelado à BLE ainda que de confiança, pode sofrer interferência por hackers independentemente do lugar. Esse comunicado foi referido ao protocolo do Bluetooth de Baixa energia (BLE), que se caracteriza por ser um avanço tecnológico utilizado em inúmeros automóveis e fechaduras, que apesar de serem capacitadas podem ser acessadas de forma automática se estiverem aproximadas a um aparelho que é autorizado para tal acesso.


Segurança cibernética (Foto: Reprodução/ Pixabay)


Convém lembrar que mesmo o pesquisador tendo mostrado como um automóvel Tesla Model Y2021 age, o NCC Group relatou que independentemente da fechadura, se ela estiver conectada à tecnologia BLE, o que não descarta fechaduras que possuem alto nível de inteligência das residências, há grande probabilidade de ser destravada do mesmo modo que às demais.

Vale ressaltar que o NCC Group falou que o fator que torna esses dispositivos propensos à invasão, não significa que haja um problema rotineiro que com a utilização de um patch de software poderia ser solucionado.

A empresa relatou que os sistemas utilizados para proteção dos automóveis, das residências e dos dados que não podem ser acessados, utilizam meios de autenticar a aproximação por Bluetooth, o que facilita a acessibilidade através de hardware barato.

 

Foto Destaque: Um símbolo de segurança cibernética. Reprodução/ Pixabay.

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo