Jake Oliveira e Lidi Lisboa falam sobre racismo em 'A Fazenda 12'

Publicado 17 de Nov de 2020 às 18:30

As peoas Lidi Lisboa e Jakelyne Oliveira iniciaram uma discussão bem importante na tarde de hoje (17), em A Fazenda, e entre os assuntos abordados, elas começaram a falar sobre racismo e todas as situações que cercam esse tema, baseando-se em experiências próprias. Na ocasião, a modelo afirmou que o correto não é falar o termo “cêcê” para citar o odor de suor em uma pessoa, pois o significado da sigla é “cheiro de criolo”. Lidi por sua vez se chocou ao saber do significado, que para ela era desconhecido.

A atriz, que também falou sobre o assunto mais cedo no reality com Stéfani Bays, declarou nunca ter percebido que algumas situações que acabou passando, foram de fato por conta do racismo. “Agora as pessoas estão começando a acordar, assim como eu também acordei depois de 35 anos”, desabafou ela.


As peoas abordaram várias situações vivenciadas por elas envolvendo o racismo.(Foto:Reprodução/RecordTv)


‘Sempre me considerei negra’

Jake seguiu falando sobre o tema que é bastante necessário a ser debatido, principalmente dentro de uma reality que alcança um país inteiro. “Idealizamos o mundo perfeito em que as pessoas não são julgadas pelo tom de pele, porque estava disfarçado. Igual você está falando que não percebeu que era o racismo nos personagens e na reação das pessoas, que achava que era você como Lidiane, que a pessoa não gostou de você”. 

Lidi então concordou com a peoa, dizendo que tudo está sendo repensado e relembrou um episódio que ocorreu no próprio programa para exemplificar um fato. “Como naquele dia que estávamos falando do Raça Negra. A questão desse nome. Tem que reconfigurar, raça, somos todos a raça humana. Eu não tenho nada de diferente, tenho mãos, sangro, nada de diferente, só o tom da minha pele. Tem que rever muitas coisas”, disse ela.

A modelo também decidiu desabafar sobre sua própria cor, afirmando que em sua certidão, ela está como parda, mas na realidade, Jake se considera sim uma pessoa negra e recordou ainda, que a primeira Miss Brasil negra é Denise Nunes, que foi coroada em 1986.


A discussão envolveu a profissão das duas e até mesmo termos falados no dia a dia.(Foto:Reprodução/RecordTv)


“Depois de mim, quando ela (Raissa Santana) venceu, começaram as matérias “Segunda Miss Brasil negra da história” e começaram a falar por que ela era negra, e eu não era. Aí eu virei para minha mãe e perguntei o que eu era. Eu tenho traços negros. Eu sou a miscigenação em pessoa: tenho branco, negro, indígena. E minha mãe falou que eu era negra, e as pessoas falavam que eu não era, não me aceitavam como negra. Fiz minha árvore genealógica, e saiu cafuzo. Meu pai é negro. Agora, porque eu puxei o cabelo liso da minha vó, não sou negra. Eu sempre me considerei negra, e as pessoas viraram para mim e disseram que eu não era".

Leia mais: A Fazenda 12: Lucas Selfie nega que queimar Jojo foi sinal para Mirella

Após as declarações da modelo, Lidi se mostrou pensativa e também recordou o que muitas vezes escuta sobre seus traços. “Você falou, e eu fique pensando. As pessoas falam comigo e dizem ‘você é negra’, mas você tem traços finos, né?”. Jake a interrompeu explicando que isso também é uma forma de criticar. “Como se fosse ruim! O Thiaguinho me falou uma vez que a palavra negro é tão pesada que as pessoas preferem te desapropriar. Igual falar que a Jake não é negra porque ela tem cabelo liso. As pessoas preferem acreditar que a pessoa que está do lado dela não é negra".

Além da discussão, alguns internautas criticaram o fato de a plataforma de streaming do programa não ter exibido as questões levantadas pelas peoas por completo, outros, não se sentiram representados com a fala de Jake sobre se considerar negra. Fato é que, a questão levantada, até o momento que foi mostrada pelo Play Plus, trouxe um belo questionamento, e fez a internet se movimentar em defesa de um tema que é tão importante não só para o Brasil, mas também para o mundo.

 (Foto destaque: A Fazenda.Reprodução/RecordTv)

Deixe um comentário