Saúde

Instituto Butantan concebe comitê para avaliar vacina contra a varíola do macaco

Grupo formado por nove especialistas pelo instituto Butantan apresenta proposta sobre o novo imunizante da varíola do macaco. Brasil divulga 113 casos confirmados da doença

3 min de leitura
07 Jul 2022 - 10h08 | Atualizado em 07 Jul 2022 - 10h08

Nesta quarta-feira (6), foi confirmado pela agência CNN 113 casos confirmados da varíola do macaco no Brasil. No total de diagnósticos positivos são 77 indivíduos nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Casos suspeitos são de 49 pessoas.  


 

Varíola do macaco (Foto: reprodução/ Instagram)


O instituto Butantan conseguiu criar um comitê que apresentasse análises de pesquisas da produção de vacinas contra a vacina do macaco. Criado a partir da publicação do Diário Oficial do estado no estado de São Paulo, no dia 30 de junho deste ano, um grupo de nove especialistas.

Segundo o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas comentou sobre o comitê ocorrer em um contexto da contaminação em alta da doença, através do vírus Monkeypox e a preocupação da disseminação futura da patologia.

“Considerando que desde a cessação da vacinação contra a varíola, se nota uma crescente incidência de casos e surtos relatados, o que está levantando preocupações sobre a disseminação futura da doença; considerando que o Instituto Butantan, na década de 70 chegou a produzir uma vacina para imunizar a população contra a varíola; considerando a iminência de um possível surto da referida doença provocada pelo vírus monkeypox . Fica criado um Comitê Contingencial Técnico de Especialistas, com a finalidade de assessorar a entidade”, disse o diretor do instituto Butantan.

No ano de 1970 o instituto Butantan promoveu o estudo da produção vacinal contra a varíola, o que confere a experiência das pesquisas e na criação de novas vacinas. O grupo formado pelos nove especialistas atualmente irão apresentar propostas sobre o novo imunizante no território brasileiro.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a varíola do macaco é responsável por mais de 5 mil diagnósticos no mundo todo. Os principais sintomas mais comuns da doença são:, dores de cabeça, muscular e nas  costas, febre, calafrios, exaustão, suor noturno, congestão, coriza, inchaços na virilha e linfonodos, como também erupções cutâneas.  

 

Foto destaque : Pesquisadores analisando componete da varíola do macaco no instituto Butantan. Reprodução/ Pixels 

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo