Saúde

Índice de óbitos no pais chega a 1000 por dia desde o inicio da pandemia

Mesmo com o avanço da vacinação, o nível de infecção pela nova variante também aumentou o nível de mortes causadas pela variante, tudo devido aos pacientes não vacinados e por não manter a prevenção necessária

3 min de leitura
05 Fev 2022 - 20h36 | Atualizado em 05 Fev 2022 - 20h36

Mais uma vez o Brasil registra 1.000 óbitos no dia, por causa da Covid-19 essa é a 1° vez desde 2020 quando se iniciou a pandemia, a linha de pesquisas subiram depois da aceleração do contágio da variante ômicron.

Com o contágio em alta da variante e os casos de pacientes que não tomou nenhuma dose da vacina, a linha media de óbito chegou a alcançar o número considerável, o que já não vinha acontecido desde o início da vacinação e o avanço das doses de reforços.

As pesquisas entre o mês de dezembro de 2021 ao mês de janeiro de 2022 mostraram um salto de 556% nas pesquisas feitas pelo (data) móvel, mesmo com a vacinação das crianças e o reforço da terceira dose ainda mantém o índice lá em cima.


As curvas de obito sobem (Foto/Reprodução - Site Conselho nacional de saúde)


Pesquisadores dizem que o Brasil deixou de lado a medida preventiva depois das médias baixas de óbitos e poucos casos de infecção, porém depois das festas de final de ano vimos que o futuro ainda é incerto e que sem as medidas preventivas não nos manteremos seguros.

A bióloga Natália Pasternak diz que o maior erro foi no "discurso exageradamente otimista de que a ômicron era mais branda acabou gerando uma sensação de segurança para as pessoas; e mesmo ela sendo menos capaz de causar doença grave, dado o número de pessoas que ela infecta, era esperado que o impacto total fosse grave".

Mesmo com o avanço da vacinação, o nível de novos casos também segue em alta, pois após a população tomar as demais doses de reforço estão deixando de lado o uso das máscaras em locais fechados e perdendo o hábito do uso de álcool em gel, em cada ponto que se passa há uma festa, um bar lotado todos se aglomerando.

Sabendo que a variante ainda pode sofrer uma nova mutação, isso nos faz pensar em que talvez o futuro esteja ainda distante e há um pequeno declíneo entre o país e economia, porém se mantermos todos os cuidados possíveis mesmo estando vacinado, já se pode ver uma luz ao fim do túnel.

Foto Destaque/Reprodução - Jornal Folha de São Paulo

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo