Tech

Ifood testa drones para entrega de pedidos

Ifood faz teste com drones para agilizar entregas. No entanto, a figura do entregador tradicional não está perdida, a nova modalidade funciona num híbrido entre o tecnológico e o tradicional.

3 min de leitura
22 Dez 2021 - 09h30 | Atulizado em 22 Dez 2021 - 09h30

Empresa líder no ramo de delivery, Ifood fez testes com drones para entrega de pedidos em Campinas, no interior de São Paulo, em dezembro de 2020, em parceria com duas empresas especializadas em drones. De outubro a dezembro as operações de teste também foram feitas no Sergipe, em voos experimentais entre a capital do Aracaju e a cidade de Barra dos Coqueiros.

Na segunda fase de testes, as redes Madero e McDonald's participaram. Partindo do Shopping RioMar Aracaju, o drone atravessa o rio Sergipe e voa 2,8 km até chegar em Barra dos Coqueiros com o pedido acoplado a sua base. No entanto, o drone não chega até as pessoas para efetuar a entrega completa como os entregadores tradiconais. O aparelho faz o trajeto levando o pedido e pousa em um centro de distribuição, onde os entregadores recolhem a entrega e levam-na até o cliente de forma tradicional, seja por bicicleta, moto ou até patinete. 


Drone fazendo o trajeto até o ponto de distribuição. (Foto:Reprodução/Ifood/Divulgação)


A maior vantagem na utilização de drones para o serviço é a redução do tempo de entrega. O trajeto leva 5min, enquanto a entrega tradicional, com a presença do Motoboy, pode levar 22 e 55min dependendo do trânsito, que costuma ser intenso na única ponte de acesso à Barra dos Coqueiros, no norte de Aracaju. 

https://lorena.r7.com/post/Sua-profissao-pode-ser-substituida-por-robos-ate-2030

https://lorena.r7.com/post/O-que-e-afrofuturismo-e-a-sua-influencia-na-arte-e-tecnologia

https://lorena.r7.com/post/Universidade-Standford-comecara-curso-em-realidade-virtual


 

Uma entrega realizada por drone leva muito mais que inovação, ela também amplia as possibilidades de alcance do delivery, como neste caso de Aracaju”, disse em comunicado à imprensa Fernando Martins, head de logística e inovação no Ifood. “Nosso objetivo é aumentar a eficiência das entregas para todos: consumidores, restaurantes e entregadores, além de levar soluções tecnológicas e alternativas para o delivery em modais não poluentes.” 

Foto Destaque: Drone do Ifood voando com pedido acoplado. Reprodução/Ifood/Divulgação

Deixe um comentário